Páginas

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Ele largou a mulher porque ela engordou e parou de se depilar. Quando ele a encontrou um ano depois, sua ficha caiu.


Imagem de reprodução
Este homem confessou um erro fatal em seu casamento. Sua mensagem deveria fazer todos nós refletirmos: 

"A vida nos reserva inúmeras reviravoltas. Há um ano, eu me separei de minha esposa. Eu a deixei para ficar com outra mulher mais bonita. Minha ex-mulher era gorda, flácida, com a pele cheia de celulites e estrias de gravidez, cheias de pneus e barriguda. Ela não se preocupava em se pentear ou se maquiar.





Ela não usava sequer um pouco de batom. Ao invés disso, andava sempre com vestidos folgados por aí. Ela não fazia as unhas e raramente se depilava, não vestia sutiã, tinha os peitos caídos e não fazia as sobrancelhas. Resumindo: eu não me sentia mais atraído por ela. Nada nela chamava a minha atenção, e sobraram apenas as lembranças da mulher deslumbrante que um dia eu conheci. 
Hoje, exatamente um ano depois que eu a deixei, eu encontrei a mulher que um dia foi minha esposa. Ela estava maravilhosa, radiante, tinha emagrecido e não tinha qualquer pneu ou barriga à vista. Os cabelos soltos caíam sobre os ombros, um batom de tom vermelho realçava a beleza de seus lábios. O vestido que ela usava destacava sua cintura e parecia que tinha sido feito para ela. 


Seu corpo não parecia o de uma mãe de três crianças maravilhosas - minhas crianças. Agora eu estou aqui sentado, pensando naquele peso extra que era por causa da gravidez de nosso último filho. A barriga flácida que ela tinha era porque estava se recuperando da grande barriga na qual carregou por nove meses os maiores presentes da minha vida. 
A celulite veio porque ela não ia mais para a academia, pois tinha que ficar em casa com as crianças. Ela não tinha tempo para se pentear, depilar, maquiar ou arrumar as sobrancelhas todos os dias. O pouco tempo que ela tinha era investido em mim, fazendo com que ela esquecesse de si mesma. Ela vinha em segundo, terceiro ou quarto lugar. Ela trocou fraldas, tinha os peitos caídos, mas estava orgulhosa por ter amamentado seus filhos por dois anos. E por isso ela não usava sutiã, pois era mais fácil amamentá-los assim. 
E depois de todo o estresse de cozinhar, passar e limpar, ela ainda sorria e parecia feliz com sua família. Para ela, não havia nada mais perfeito do que isto.
Hoje, eu quero lhes dizer algo. Eu sei como é ter uma mulher de verdade em casa. Eu a deixei ir embora, eu estraguei tudo. Eu perdi essa mulher. Idiota que fui, troquei a beleza verdadeira por uma beleza superficial. Mas eu aprendi minha lição. Eu fui incapaz de valorizar e compreender uma mãe e dona de casa.
Agora, ela está passando tempo com o mais novo dos meus filhos, Benjamin, que agora tem um ano. Os outros dois já são mais velhos e não exigem mais tanto dela. Hoje, ela tem mais tempo para cuidar de si mesma. Mas acima de tudo, ela percebeu que não precisa de um idiota como eu para se sentir especial, pois ela sabe o seu valor. Eu não compreendi isso a tempo, agora um outro homem fará isso. Um parceiro ideal para uma mulher de verdade que talvez nem sempre tenha tido as medidas corretas, mas sempre teve a personalidade certa."


Ainda que a ficha desse homem tenha demorado a cair, no final das contas ela sempre cai. Será que algum dia ele será tão feliz quanto foi no início de seu casamento? 

Fonte: Doctoramor, via Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques