Páginas

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Depois de anos tentando ter filhos, eles decidem adotar. Mas quando veem com quem o menino que vão adotar está, mudam de opinião imediatamente


Imagem de reprodução
Claudio Boccalon e Mariela Rzepeski são um casal de Florencio Varela, Argentina, que sempre sonhou em ter filhos. Mas para eles isso não foi tão fácil quanto esperavam: depois de se casarem, tentaram durante muito tempo, mas não tiveram sorte. Ao fazer exames médicos, eles descobriram que tinham dificuldades para conceber e começaram a fazer tratamentos de fertilidade. Finalmente, depois de continuar não tendo sorte, decidiram adotar. 



Mas a adoção também não foi fácil. O casal esperou 10 anos até que finalmente falaram para eles de um menino: Julio, que na época tinha 12 anos e vivia na província de Misiones. No entanto, quando chegaram para ver o menino que iam adotar, descobriram algo inesperado. Julio não estava sozinho, pois vivia com seus quatro irmãos menores. A verdade é que ninguém queria adotar Julio pois já o consideravam "velho". Seus quatro irmãos menores eram por quem as pessoas se interessavam. No entanto, a família Boccalon se apaixonou imediatamente por Julio. "Foi amor à primeira vista. Ele também soube nos conquistar, era um menino muito extrovertido, falava e nos enchia de perguntas. Eu fiquei emocionada", recorda Mariela. 




Mas o que a família não esperava foi o que aconteceu quando viram Julio junto de seus irmãos. "Essa noite, pela primeira vez me senti mãe, o amor dele pelos irmãos nos conquistou; ele foi a porta para os irmãos", explica Mariela. E foi nesse momento que a família decidiu adotar não apenas Julio, mas também seus quatro irmãos! 
De duas pessoas eles passaram a ser sete! 



A família agora vive feliz e, claro, a vida mudou para todos eles. Julio e seus quatro irmãos tiveram a sorte de encontrar uma família que os ama e um lar para viverem felizes. Existem muitas crianças na mesma situação de Julio, que por já haver passado seus primeiros anos de vida, são esquecidos pelos casais que desejam adotar. Por sorte, esse casal generoso cruzou o caminho deles. Nós lhes desejamos muitos anos de felicidade juntos. 



Fonte: La Nación, via Não Acredito 




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário