Páginas

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Pai e mãe com quase 1,85mt de altura ficam surpresos quando nasce o bebê. Eles não esperavam um filho ASSIM


Imagem de reprodução
A jovem de 23 anos Jaime Jenkins e seu parceiro, Jakob Lang, de Sidnei, Austrália, estavam ansiosos pelo nascimento de sua primeira filha. Mas já na 12ª semana de gestação, o ultrassom mostrou que algo não estava bem. Semanas agonizantes se passaram nas quais os jovens e esperançosos pais planejaram seu futuro juntos, mas ao mesmo tempo não sabiam o que havia de errado com sua filha. 





Apenas algumas semanas antes do nascimento, os médicos tiveram que confrontar Jaime com a cruel verdade: a filha dela não havia desenvolvido nenhum tecido pulmonar, e a aconselharam a interromper a gravidez. "Eu podia senti-la chutando e nós já havíamos escolhido um nome para ela, não havia possibilidade de eu não dar a ela uma chance de viver", disse a jovem mãe.


Quando Helena veio ao mundo, os novos pais se prepararam para dizer adeus a ela. Os médicos não viam chance de sobrevivência para a menina. Mas contra todas as dificuldades, ela ficou cada vez mais forte, surpreendendo sua família e, ainda mais, os médicos. Após seis semanas, os pais finalmente souberam o diagnóstico da filha: Helena sofria de um tipo muito raro denanismo.




Helena escapou da morte três vezes, teve que passar por inúmeras cirurgias, e passou os três primeiros meses de sua vida no hospital. Durante esse tempo, os pais aprenderam a cuidar dela adequadamente, porque sua condição especial requer muito tempo, cuidado e conhecimento.


Nesse meio tempo, os pais de Helena descobriram que ambos carregam este mesmo gene raro de nanismo - mesmo que os dois tenham quase 1,85m de altura. Eles chamam a filha carinhosamente de "Polegarzinha", e ainda não decidiram se terão outro filho, porque há uma em três chances deles terem um outro bebê com esta mesma deficiência.


Eles frequentemente a vestem como fadinha ou princesa para trazer um raio de luz para a vida de Helena e contrabalancear as muitas consultas pelas quais ela tem que passar. Este pequeno gesto parece chamar atenção porque ela sai rindo em todas as fotos. Ela tem até um contrato oficial para ser modelo, para o qual ela ganhou roupas sob medida. Ela também celebrou seu primeiro aniversário recentemente.


Os pais de Helena compartilham a história dela e as dificuldades que ela tem que enfrentar em sua própria página no Facebook. "Helena já nos impressionou de tantas maneiras, ela é realmente um pequeno milagre e eu espero que nossa história ajude a quem estiver lidando com a mesma situação.", disse Jaime.




Helena tem que ir ao médico para fazer revisões duas vezes ao mês, mas nesse meio tempo, seus pais lhe dão o melhor para tornar sua vida divertida e inesquecível. Esperamos que eles continuem a celebrar cada conquista especial dela. E, quem sabe? Com seu sorriso contagiante, talvez ela se torne uma modelo famosa um dia.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário