Páginas

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Os pais estavam dormindo bêbados quando um homem levou sua filha de 4 anos. Agora ela nunca mais voltará pra casa.


Imagem de reprodução
Após um longo dia, Ivan Razumov, da Bielorrússia, estava voltando pra casa. Tudo parecia estar indo normalmente quando, de repente, ele vê uma menina com um cão correndo ao longo da rodovia.
A cena parecia um pouco estranha e até mesmo assustadora para ele, nem mesmo os adultos costumam caminhar ao longo da estrada, muito menos as crianças. Ivan parou o carro e foi em direção à garota. A criança estava usando roupas velhas e imundas, tinha o rosto sujo, o cabelo despenteado, sapatos desgastados e um olhar assustado. Um olhar que as crianças pequenas geralmente não têm. Ela tinha cerca de 4 anos de idade.



"Qual o seu nome?", perguntou Ivan, quando o cão da menina começou a rosnar para ele. "Zhenya ... Fedorovich ... Vladimirovna", ela respondeu de maneira insegura. Gradualmente ficou claro que a menina já tinha andado por cerca de 15 km. A criança queria tanto um sorvete, que ela estava à caminho da aldeia mais próxima: não havia comida em casa e os pais de Zhenya estavam demasiado bêbados para cuidar dela.



"Estou andando há muito tempo... Minhas pernas estão doendo... E minhas mãos... Eu caí", disse a menina, exausta, a Ivan, mostrando-lhe o braço quebrado. Chocado com o que viu, o homem deu-lhe um pouco de água e ligou para o serviço social, que imediatamente levou a garota para o hospital.



Depois de ir à casa de Zhenya para falar com seus pais, os assistentes sociais ficaram atordoados. Não havia ninguém em condições de conversar. Sua mãe estava dormindo no chão e seu pai sobre a mesa. Ambos estavam tão bêbados que simplesmente não reagiram à presença de pessoas desconhecidas em sua casa.
No hospital a menina se recuperou rapidamente. Zhenya era uma criança muito agradável, alegre e curiosa.

Ivan Razumov, que encontrou a menina na estrada, continua conectado com ela. No verão, ele visitou Zhenya no hospital. "Eu estava esperando por você", disse a menina com doçura. Ivan admitiu que ele gostaria de adotar a pequena, caso o pai e a mãe tenham a guarda negada: "Eu estou pronto para fazê-lo agora. Eu só tenho que discutir isso com a minha família".



Se não fosse por Ivan, a história de Zhenya Fedorovich Vladimirovna provavelmente teria se transformado em uma tragédia. A coisa mais chocante é que, por várias horas, milhares de carros passaram por ali e nenhum deles parou para socorrer Zhenya.
A indiferença de alguns pais em relação a seus filhos nos deixa preocupados com o futuro da nossa sociedade. Será que a ignorância e a indiferença estão se tornando mais comuns hoje em dia?
Infelizmente, o que aconteceu com Zhenya não é um caso isolado. Por isso é muito importante que esta história se espalhe pelo mundo. As crianças são o nosso futuro e merecem uma vida digna e segura. Compartilhe esta história com todos os seus amigos! Nós não podemos simplesmente fechar os olhos.

Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário