Páginas

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

O que os vizinhos fazem com esse menino doente é inadmissível. Não dá para acreditar que existam pessoas ASSIM!


Imagem de reprodução
Médicos fizeram uma cirurgia com sucesso em um menino de sete meses de idade cuja família foi evitada depois que ele foi diagnosticado com uma doença que o fez se tornar a criança com a maior cabeça do mundo.

Os vizinhos do pequeno Mrityunjay, não perdoaram a condição da criança, e o apelidaram de "bebê fantasma" e "cabeça gigante" depois que seu crânio inchou e ficou com 96 cm de diâmetro.




Os médicos já retiraram 3,7 litros de líquido de Mrityunjay e conseguiram reduzir o tamanho de sua cabeça para 70 cm no último mês.



Dilip Parida, superintendente do hospital AIIMS em Bhuwaneshwar, disse: "A criança chegou aqui em 20 de novembro com a cabeça contendo quase 5,5 litros de líquido”.



"Nós removemos 3,7 litros de líquido até agora pela drenagem ventricular externa”.
"Agora, a circunferência da cabeça desceu de 96 cm para 70 cm. As funções cognitivas da criança melhoraram muito, ele está estável e tem respondido bem ao tratamento"; disse 



Os cirurgiões agora, querem fazer a cranoplastia, a fim de remodelar o crânio do menino, que é de Ranpur no distrito de Nayagarh, na Índia.Mrityunjay não podia ser movido de sua cama anteriormente, mas agora pode ser transportado a localidades próximas. 


Os registros médicos afirmam que Roona Begum, uma menina nascida em Tripura, tinha a cabeça maior do mundo depois que inchou para 94 cm devido à mesma condição médica, hidrocefalia, em 2011.
Dr. Parida acrescentou: "Estamos verificando os registos médicos em todo o mundo para averiguar existiu uma hidrocefalia de um tamanho ainda maior”.
Os pais de Mrityunjay, Kamalesh Das e Kavita, disseram que sua família foi evitada por vizinhos desde o nascimento do menino.


Kamalesh, 35, que trabalha em Kolkata, disse: "As pessoas chamam nosso bebê de" fantasma "por causa de sua aparência incomum”.
"Quando a cabeça dele reduzir a um tamanho normal, a atitude de nossos vizinhos e aldeões mudará”.
"Eles vão parar de chamá-lo de nomes depreciativos como barka matha (cabeça gigante) ou bebê fantasma".
"Agora, tenho certeza de que ele será capaz de levar uma vida normal, não teria sido possível sem a ajuda dos médicos".
O tratamento, que normalmente custaria cerca de £ 6.000, foi fornecido gratuitamente graças ao Instituto de Ciências Médicas All India (AIIMS), hospital da Índia, onde o estado fornece tratamento gratuito aos pacientes.

As informações são de Mirror
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques