Páginas

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Esta jovem foi atacada por três homens que jogaram ácido nela. Depois de 10 anos é realmente impressionante ver como ela está!


Imagem de reprodução
Aviso: este artigo contém imagens que alguns leitores podem achar perturbadoras.

A estudante indiana Sonali Mukheriee era uma amável e bem sucedida jovem de 17 anos, presidente a união de estudantes de sua universidade e capitã do Corpo de Cadetes Nacional (uma corpo nacional de soldados para estudantes), enquanto batalhava por um PhD em sociologia. Ela tinha um futuro brilhante pela frente.

Então, em um espaço de alguns instantes, seu futuro brilhante foi destruído.




Uma noite, ela estava sozinha em casa quando três homens invadiram a residência. Dia após dia, ela ousava se defender dos avanços sexuais dos três a caminho da escola. Dessa vez, enquanto lutava com eles, ela sentiu uma sensação terrível de queimação. Era como se ela estivesse se banhando em chamas. A dor era tão intensa que ela não podia mais enxergar. Então ela parou de ouvir qualquer barulho, e finalmente ficou inconsciente. 
Quando acordou, ela estava no hospital. Ela não podia se mexer, falar, ou até mesmo comer. Ela tinha sido vítima de um ataque com ácido.



Os médicos não sabiam o que fazer a princípio. A pele do rosto dela tida sido inteiramente queimada. Ela não tinha mais orelhas nem cílios. "O desafio era dar a ela algum tipo de rosto normal, perto do que um ser humano normal se parece", explicou seu médico.
Por meses Sonali ficou em dor constante. Era como um pesadelo do qual ela não conseguia acordar. 
Pelos próximos 10 anos, ela passaria por 27 cirurgias de reconstrução facial. Enquanto isso, o pai dela vendeu tudo o que possuía, incluindo a casa da família, para levar os agressores de Sonali a julgamento e pagar pelas cirurgias.



Os criminosos que cometeram o ato atroz foram condenados a nove anos de prisão (só nove!!), mas no final das contas, acabaram sendo soltos depois de dois anos. Ela recorreu da decisão, mas a corte ainda tem que marcar uma data.
Sonali estava tão desesperada que fez uma petição ao governo para deixá-la morrer. Mas então, seu espírito se rebelou. Ela estava determinada a não deixá-los destruírem sua vida. Ela encontrou uma maneira de ir à TV para mostrar aos indianos e ao mundo o que as vítimas de ataque com ácido passam. Ela até participou da versão indiano do programa "Quem Quer Ser Um Milionário?", conseguindo ganhar um prêmio de $40.000 (cerca de R$127.500).


Milhares de pessoas enviaram doações a ela para ajudá-la em sua busca por justiça e com suas cirurgias. Uma dessas pessoas foi Chittaranjan Tiwari, um engenheiro eletrônico de 29 anos. Chittaranjan ficou tão comovido, que escreveu a ela pedindo para se encontrarem. Incrivelmente, eles não apenas se conheceram, mas também se apaixonaram e se casaram.
Agora o casal tem uma linda bebê chamada Pari, que significa "rosto de um anjo".



Apesar dos melhores esforços de três homens bárbaros, o espírito poderoso de Sonali triunfou. As leis indianas mudaram recentemente para punir os criminosos de ataques com ácido mais severamente. Esperamos que não só as agressões como essa tenham um fim definitivo, mas que as mulheres que já foram vítimas disso sejam inspiradas por Sonali e recebam todo o apoio médico, financeiro e moral de que precisam.



Sonali e Chittaranjan já tem um trabalho duro pela frente: construir sua família e criar seu anjinho. Como a jovem mãe disse: "A minha vida parece estar completa agora. Essa é a melhor sensação depois de anos de desespero e agonia. Eu sinto que fui recompensada por toda a dor que tive que suportar."


Informações são de Teepr, via Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques