Páginas

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Sua família desligou os aparelhos para que ela pudesse morrer. De repente, ela disse algo ao seu marido.


Imagem de reprodução
A medicina tem progredido muito nas últimas décadas. Médicos podem dar diagnósticos precisos e encontrar o tratamento ideal em questão de horas ou mesmo minutos. Mas há alguns casos que simplesmente desafiam a lógica e acabam provando que até os médicos mais experientes erram. E quando Lyndee Brown Pellettiere-Swapp entrou em coma, esse foi exatamente um desses casos. 





Em fevereiro de 2016, Lyndee desmaiou em sua casa em Phoenix, no Arizona (EUA). Quando seu filho Steven a encontrou, ele imediatamente chamou uma ambulância. No momento em que Lyndee chegou ao hospital, ela estava em coma profundo. 


Por 12 longos dias, a família e os médicos esperaram por algum tipo de reação. Eles fizeram vários testes, mas parecia que o cérebro de Lyndee não estava funcionando. No entanto, a mulher de 45 anos estava incrivelmente consciente de tudo o que se passava. "Eu me lembro de um médico abrindo meus olhos, checando-os e dizendo à minha família que eu não estava reagindo", ela recorda.
Seguindo o conselho do médico, a família tomou a decisão extremamente difícil de desligar os aparelhos que mantinham Lyndee viva. Um a um, seus parentes entraram para se despedir. O último foi seu marido, que ainda não havia desistido: "Eu preciso que você lute, eu preciso que você lute", ele repetia. Lyndee ouviu suas palavras e tentou desesperadamente falar. 


Então, de repente, sua capacidade de falar voltou, e ela gritou: "Eu sou uma guerreira!" 
Sua família inteira olhou incrédula. Foi um momento incrível, quase mágico, que eles jamais esquecerão. 
Lyndee superou as adversidades e desde então tem sido sua missão contar aos outros sobre sua experiência para que eles não cometam o mesmo erro. "Só porque você não está consciente, não quer dizer que você não pode ouvir. Então você deve falar com seus entes queridos, caso esteja nessa situação. Eles te escutam." 
Quando nós temos o desejo de continuar lutando, apesar de tudo parecer perdido, às vezes é porque estamos no caminho certo e a vitória está logo à frente. Às vezes, um pouco de esperança é tudo o que precisamos para ajudar uma pessoa querida a continuar lutando. 

Fonte: littlethings, cbs5az, Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques