Páginas

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Quando este gatinho foi levado para a clínica, optaram por sacrificá-lo. Mas, o que fazem com ele depois, é surpreendente.


Imagem de reprodução

Nascida nas ruas de Nova York, Keta foi levada para um centro de saúde que cuida de animais. A decisão foi única, o enorme tumor no lado esquerdo do rosto do animal significaria que ela precisaria ser sacrificada.
O tumor era tão grande que saia do fundo da boca do pequeno gatinho, tornando incrivelmente difícil não só para comer, mas também ver e respirar.



Se fosse deixada sozinha por mais alguns meses, Keta provavelmente teria morrido. Mas, felizmente, ela foi encontrada por Unwanted NYC Pets.
Os voluntários rapidamente começaram a trabalhar para salvar a gatinha, arrecadando dinheiro para dar a Keta a cirurgia que ela tão desesperadamente precisava.
Com o dinheiro levantado, os voluntários foram capazes de enviar Keta para a cirurgia de enorme risco, considerando que a cirurgia exigiu remoção parcial de sua mandíbula.
Voluntários estavam preocupados, uma vez que o tumor foi removido, Keta não seria mais capaz de ver ou comer.



Mas Keta sobreviveu. Após um curto tempo de recuperação, o tumor de Keta tinha desaparecido completamente, suas cicatrizes estavam curadas, e ela finalmente foi capaz de ver, comer e respirar com conforto. 
Ela agora é como qualquer outro gato. Ela toca, dorme, come. Agora, Keta está aguardando alguém adotá-la na cidade de Nova Iorque.



Essa história me fez refletir e pensar, que a vida de alguns animais e de seres humanos com problemas de saúde, dependem muito de pessoas dispostas a ajudar. Se não fosse a bondade dos voluntários, essa gatinha, por exemplo, teria agonizado até a morte.
Imagina quantos adultos e crianças no mundo, podem estar na mesma situação desse pobre animal?


Informações: Metro
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário