Páginas

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Esta manequim exposta na vitrine de uma loja de casamento é muito perfeita. Quando as pessoas se aproximam dela, ficam horrorizadas!


Imagem de reprodução
Em uma loja de vestidos de noiva da cidade mexicana de Chihuahua, algo está fascinando todo mundo. Na vitrine da loja, uma manequim parece tão real que ninguém consegue passar sem parar. Começaram até mesmo a surgir boatos obscuros sobre a origem do objeto.

A loja de vestidos de noiva “La Popular” é um famoso ponto de referência da cidade mexicana de Chihuahua. A teoria por trás dela é bastante bizarra.




Pessoas do mundo inteiro vêm aqui para admirar a linda Pascualita na vitrine. Ela não é linda?


Os rumores e mitos sobre a origem dela se espalharam por Chihuahua. Mas até então não havia qualquer prova concreta que comprovasse alguma dessas teorias malucas.


Os moradores de Chihuahua perceberam inicialmente que o rosto dela é similar ao da filha do dono da loja, que morreu ainda jovem. A informação se espalhou rapidamente.


Pascualita morreu no dia do seu casamento e também usava um lindo vestido branco. A causa da morte foi a picada de uma aranha viúva negra.


E mesmo com o dono da loja negando veementemente essas suspeitas, os rumores continuaram se espalhando: o manequim só podia ser o corpo embalsamado de sua filha morta, Pascualita.


Além disso, o dono da loja é a única pessoa com permissão para tocar a misteriosa boneca ou trocar seus vestidos. Isso com certeza torna tudo ainda mais suspeito!


O charme mórbido de Pascualita emana ainda mais durante a noite. Muitos têm o sentimento de que ela se mexe ou se sentem perseguidos por seu olhar penetrante. Muitos passam assustados por ela, tentando se afastar o mais rápido possível. Alguns até mesmo atravessam para o outro lado da rua. Arrepiante!


Um frio percorreu minha espinha quando vi os olhos dela. Eu não sei se seria capaz de encarar seu olhar penetrante. Você conseguiria? Compartilhe essa assustadora história com seus amigos e prepare-se para reações inesperadas.

Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário