Páginas

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Os escavadores encontraram esse cadáver coberto de tatuagens tribais. Quando a organização revelou o motivo de sua morte, todos ficaram impressionados!


Imagem de reprodução
Autoridades fizeram uma descoberta horrível durante a limpeza de um cemitério remoto em Mukdahan, na Tailândia, perto da fronteira com Laos.

A pele estava conservada e pendurada sobre o esqueleto de um homem morto, coberto com tatuagens tribais, feitas com bambu.
A obra de arte pode ter sido coberta como parte de uma antiga magia negra para tornar a pele impenetrável.
Os escavadores acreditam que a tinta usada na escrita para cobrir o corpo do homem preservou a pele, impedindo a decomposição.

Assista ao vídeo notícia:



De acordo com uma organização arqueológica chamada Thai, o"feitiço" pode ter matado o homem. A tatuagem pode ter impedido o homem de passar por uma operação de apendicite fatal, disse Goopaitongdaeng Jeemokkho Goopainueng Soonpaed (GORR).


Eles disseram: "A autoridade limpou o cemitério com a ajuda de populares locais e voluntários que encontraram a pele de um homem velho que morreu de apendicite.”


"No entanto, ele não poderia realizar a cirurgia porque a pele era muito difícil de cortar e acabou morrendo com uma dor agonizante causada pela doença.”
"A pele tem um monte de tatuagens e não fica podre. O feitiço para protegê-lo e torná-lo forte impediu a operação e, em seguida, depois que ele morreu sua pele não apodreceu."


A razão pela qual a pele não tinha apodrecido não é clara, mas a descoberta deixou os mais supersticiosos animados.

"Isso é incrível", disse Suriya Rachatawet. "Isso mostra que feitiços realmente funcionam."

Informações: Mirror
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques