Páginas

domingo, 27 de novembro de 2016

Ela decidiu ter o 1° filho em casa e sem nenhum analgésico. Mas não imaginava que ISSO iria acontecer.


Muitas mulheres têm decidido nos últimos tempos fazer o parto em casa, por preferirem o ambiente familiar ao hospitalar. Erin Loechner tem o mesmo desejo para o nascimento do seu primeiro filho e está bem determinada a fazer isso. Uma câmera a acompanhou e capturou cada momento para a eternidade.

Bem a tempo! Chegou o grande dia e as contrações de Erin já começaram às 8h da manhã. Ela começa a se sentir tensa e alegre.


Como é seu primeiro parto, Erin ainda não sabe o que a espera. Suas primeira dúvidas começam a se misturar com a excitação.


Mas há sempre alguém ao seu lado para lhe dar força: seu marido Ken é seu farol na tempestade.


Ele se assegura de que Erin tenha tudo que ela precisa e lê cada necessidade em seus olhos. Ken monta um oásis de conforto na sala, onde Erin pode se deitar.


Mas Erin não consegue mais ficar parada em lugar nenhum. Mudanças são as únicas coisas que a fazem esquecer da dor. E a voz relaxante de seu marido…


Sempre que acontece uma contração, as dores são ainda maiores.


O marido de Erin alerta de maneira suave para que ela não se esqueça de respirar. O comportamento calmo de Ken é de grande ajuda para Erin.


Sempre há tempo para descansar entre as contrações. Ela aproveita estes pequenos momentos o máximo que pode.


A parteira chegou. A experiência dela dá a Erin um sentimento adicional de segurança.


Mas Erin quer seguir adiante. Mesmo quando isso se torna mais e mais um desafio.


Após apenas alguns passos ela cai de joelhos novamente. Toda respiração é agora uma pequena batalha.


As dores nas suas costas são especialmente insuportáveis. Ken tenta de tudo para aliviar a dor.


Mas mesmo com toda a dor, nenhum deles esqueceu de uma coisa: rir juntos! Esses momentos ficarão impregnados em suas memórias para sempre.


O intervalo entre uma contração e outra vai se tornando cada vez menor. Uma respiração calma e constante não é mais possível.


Mas, juntos, os dois são muito fortes. Erin e Ken estão certos disso o tempo todo.


Ken tenta de tudo para ajudar a amada mulher. Ele relembra do dia quando se conheceram.


Erin diz a Ken o quanto ela o ama várias vezes. E como ela está agradecida dele estar ao seu lado.


A parteira acompanha tudo com uma calma tranquilizadora. Ela está constantemente checando o batimento cardíaco de Erin e informando-a sobre o que está acontecendo.


Quando Erin quer tomar um banho, seu marido toma conta de tudo.


Com seu amável suporte, ele é o farol que guia o caminho.


Que bênção!


Toda carícia é como uma chuva quente de verão. Inesquecível!


E a câmera capta todos os momentos. Mesmo os menos agradáveis, onde a dor é grande demais.


Quando o bebê começa a sair, Erin grita de dor. Ela está quase no limite do que pode tolerar…


… e até mesmo além. Mas ela quis que o parto fosse sem analgésicos.


Mais uma vez com toda sua força, e então: ela conseguiu!


Este é o momento mais belo e feliz da vida dela.



Estes são os semblantes de dois pais orgulhosos. Não há nada mais profundo neste mundo.


Os primeiros choros da sua filha são como uma emancipação para ela. Tudo correu perfeitamente!


Parabéns, Erin e Ken! Essas memórias jamais poderão ser tiradas de vocês.


A decisão de Erin de ter seu primeiro filho sem analgésicos foi corajosa. As imagens da experiência são únicas e serão uma lembrança para a eternidade. Todos têm esses momentos na vida que sempre permanecem na memória. Compartilhe essas imagens e deixe que outros aproveitem momentos como esse!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques