Páginas

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Presos morrem de fome na Venezuela e sofrem com a falta de medicamentos


Imagens revelaram as condições atuais enfrentadas pelos presos da Venezuela. Desde a queda dos preços globais do petróleo, o país enfrenta um colapso econômico.
Repórteres internacionais já relataram a precariedade dos hospitais do país, agora, os presos de uma penitenciária localizada em San Juan de Los Morros, na região central, fizeram um vídeo implorando por alimentos e remédios.


A crise econômica minou o setor de saúde do país, causando escassez de itens essenciais de limpeza e medicamentos – incluindo drogas para quimioterapia – o que deixou mais de 30 milhões de pessoas lutando com a falta de cuidados médicos básicos, de acordo com informações do jornal Daily Mail.
Além disso, os cidadãos sofrem para conseguir alimentos, com a hiperinflação desde a baixa do preço do petróleo. 



A filmagem em questão teria sido feita pelo detento Franklin Paúl Hernández Quezada e nela um prisioneiro, visto em uma cadeira de rodas, é dito estar tão fraco pela fome que sequer tem forças para andar. Enquanto isso, outros denunciam que muitos companheiros foram mortos pela fome e doenças.
“Olhe para mim, olhe para o estado em que estamos, precisamos de medicamentos para sobreviver”, diz um deles. “Somos todos seres humanos e precisamos de uma segunda chance”, diz um segundo, enquanto um terceiro é ouvido: “Por favor, não nos deixem morrer aqui, ajudem-nos, irmãos. Não quero morrer”.


Uma outra voz ainda é ouvida na gravação, dizendo: “A mídia precisa saber o que está acontecendo aqui”. A imprensa local diz que, aparentemente, a polícia venezuelana enfrenta cortes nas verbas destinadas a alimentação, medicamentos e água nas prisões. O quadro causou indignação nas famílias dos presos, que pediram ações das autoridades.


[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ]
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques