Páginas

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Médicos quebram o rosto inteiro deste menino para reconstruir seu crânio; veja como ele ficou


Imagem de reprodução
Daire Flanagan, de seis anos de idade, nasceu com Síndrome de Apert. Esse problema ocorreu porque, durante a gestação, as placas de seu crânio foram unidas muito rápido, ou seja, seu cérebro não tinha espaço para crescer normalmente.
Essa condição fez com que sua cabeça dobrasse de tamanho, alargando sua testa e deixando seus olhos arregalados. 

Os médicos tinham dúvidas se ele iria sobreviver devido às suas dificuldades respiratórias. “Ele nasceu na sexta-feira, quando os médicos o encontraram, na segunda-feira, disseram estar surpresos por ele sobreviver ao fim de semana“, conta a mãe, Colette.
Até o momento Daire já passou por 20 operações para aliviar suas dificuldades respiratórias. Mas, depois de passar por uma cirurgia que quebrou seus ossos faciais e os puxou com uma armação de metal, ele está melhorando significativamente.

Assista ao vídeo:


“Quando Daire nasceu, seu crânio estava fundido. Ele teve seu crânio removido, remodelado e colocado de volta como um quebra-cabeças para dar espaço para o cérebro crescer”, explicou Colette. 
Seu cérebro estava sendo empurrado inadequadamente, esmagando sua medula espinhal. Realizada no John Radcliffe Hospital, em Oxford, a cirurgia tinha o objetivo de liberar a pressão em seu cérebro. Ainda com dois anos de idade, teve que fazer uma traqueostomia para respirar.
No ano passado, os cirurgiões realizaram uma operação que envolveu quebrar seus ossos faciais e puxá-los dois centímetros para frente, o que lhe permitiu respirar naturalmente. Ele teve que lidar com uma armação especial em seu rosto durante vários meses. Após a cirurgia, foi revelado que a operação foi bem-sucedida, seu cérebro estava crescendo normalmente e sua respiração não necessitava de assistência.
Desde então, ele aprendeu a falar com a ajuda do Makaton, um sistema que ajuda a criança com uma mistura de sinais e símbolos para melhorar sua comunicação verbal. “O próximo objetivo para Daire é ter a traqueostomia removida. Nós queremos que ele respire e se alimente normalmente, para que ele possa viver uma vida divertida”, disse David Johnson, diretor clínico e líder da Oxford Unidade Craniofacial.
Daire acaba de ser condecorado com o “Most Inspirational Youth Award” (“Prêmio de Jovem Mais Inspirador”, em tradução livre) em sua cidade natal, Belfast, por sua bravura em lidar com todas as suas operações. Sua história aparece na nova série “Body Bizarre”, da TLC. 

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário