Páginas

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Ele entrou em desespero enquanto olhava um lobo se aproximando de seu cão. Depois, o impensável aconteceu.


Em 2003, o fotógrafo de natureza Nick Jans, de Juneau, Alasca, estava fazendo sua caminhada diária com seu labrador quando se deparou com algo em um lago congelado que fez seu coração parar: um lobo preto enorme estava olhando diretamente em seus olhos. Nick havia fotografado muitos outros lobos selvagens a uma distância segura, mas ficou imediatamente preocupado de que seu cachorro entrasse em contato com ele.


Assim, ele entrou ainda mais em pânico quando o labrador saiu correndo e foi direto na direção do animal selvagem. No entanto, para sua grande surpresa, eles começaram a brincar! Nick rapidamente tirou uma bonita fotografia. Logo depois, o lobo desapareceu para dentro da floresta, mas não se manteve longe. Ele continuou reaparecendo por entre as árvores, como se estivesse brincando de pique-esconde. Isso foi algo muito especial. Em nenhum momento o poderoso predador mostrou qualquer agressividade ou se comportou de maneira ameaçadora. Ele parecia apenas querer aparecer para dar um "oi".


Nick ocupou seu tempo livre documentando o comportamento solitário do lobo enquanto ele se aventurava repetidas vezes em território humano.


Ele decidiu chamar o gracioso animal de "Romeo". Os vizinhos estavam céticos e temiam que o lobo algum dia atacasse uma criança ou animal doméstico. Mas quanto mais eles o encontravam, mais ficavam convencidos de que Romeo tinha apenas as melhores intenções. Como ele não fazia parte de uma matilha, parecia que o sociável animal só queria um pouco de companhia.


Os moradores de Juneau começaram a buscar encontros com o lobo, sempre visitando Romeo em seu local favorito, o Mendenhall Glacier Park. Muitos levavam seus cães para que eles conhecessem o novo "visitante" da cidade. Não houve um conflito sequer entre os animais domésticos e o canino selvagem, apenas brincadeiras carinhosas.


Romeo começou até a aprender uns truques novos com a interação com os humanos, trazendo de volta gravetos que os donos dos cães jogavam para ele.


Por seis anos, o lobo selvagem ficou por perto da cidade e continuou sua interação amistosa com as pessoas e seus cachorros. Quando ele chegou ao final de sua vida, os moradores fizeram uma placa comemorativa em sua homenagem.


Ninguém irá esquecer como o bonito, inteligente e gentil lobo que apareceu do nada e iluminou a vida da cidade.

Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário