Páginas

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Mãe tem relações com namorado da própria filha. O que a filha dela faz após descoberta através do Whatsapp é de lavar a alma


Imagem de reprodução
Mãe tem relações com o namorado da própria filha, e é descoberta através de conversas do whatsapp

Importância de mãe e filha terem uma boa relação.

Acredito que o papel da mãe é, além de cuidar da saúde e alimentação, transmitir informações que nortearão os comportamentos dos filhos para o resto da vida.
Nestas informações estarão incluídos os valores da mãe que poderão ser aceitos ou não pelos filhos.
Quanto melhor for a relação da mãe com seus filhos mais eles absorverão as informações passadas pela mãe e terão a mãe como referência.
Quando a relação é com filhas (mulheres) a figura materna costuma ser mais forte e, seu papel de modelo a ser seguido é mais marcante.
Tudo o que a filha admirar em sua mãe poderá ser copiado e tudo o que ela rejeitar poderá ser evitado.
Por isso a mãe deve ter muito cuidado em manter uma ótima comunicação com a filha de forma a transmitir exatamente a mensagem que deseja pois a filha pode não captar o que a mãe tem em mente e distorcer o conteúdo das informações passadas pela mãe e assim seu comportamento também será diferente da mensagem que a mãe gostaria de passar.
Alguns problemas entre relacionamento entre mãe e filha

1. Falta de respeito

O problema: A filha já é adolescente e quer termais privacidade, além do direito de fazer as próprias escolhas.
Consequência: A filha se dá conta de que não é dona de seu nariz (especialmente quando a mãe deixa isso claro, obrigando-a a obedecer-lhe).
E começa a enfrentar a mãe. Lição: Respeite gostos, vontades e a forma de ver o mundo de sua filha, mesmo que ela não seja igual à sua maneira de encarar a vida.

2. Chantagem Emocional.

O problema: Muitas mães ficam perdidas quando não conseguem controlar suas filhas e, então, apelam, falando dos sacrifícios que fizeram por elas a vida toda.
Consequência: A filha se culpa e a relação vira um misto de amor e ódio.Lição: Pense em tudo o que você tem feito para ser feliz, com conquistas próprias – e não a partir das atitudes e escolhas da sua filha.

3. Competição

O problema: A mãe não aceita que a filha está em evidência (pelo momento de vida: juventude, escolha da profissão, trabalho…) e se estabelece uma relação de inveja.Consequência: A relação de amor e ódio se intensifica e o caos se instala.
Lição: A mãe deve se atualizar (cuidar da própria beleza, fazer cursos) e não deve fazer comparações nem querer ser vista como amiga da filha.

4. Expectativas não correspondidas

O problema: Mãe ansiosa e perfeccionista gera filha igualmente ansiosa e perfeccionista.
Consequência: A filha não consegue aceitar os próprios erros e não aprende a lidar com frustrações.

Lição: Não exija que sua filha faça tudo do jeito que você sempre sonhou ou que não fez, mas gostaria muito de ter feito no passado.

5. Críticas Destrutivas

O problema: Mães críticas geram filhos extremamente exigentes e culpados.Consequência:Se a mãe diz à filha que ela é má ou burra, acriança vai crescer acreditando nisso e, mesmo adulta, pensará sempre assim.
Lição: A mãe precisa conversar e mostrar que é capaz de ouvir críticas e entender opiniões diferentes das suas.

6. Disputa pela criação dos filhos/netos

O problema: A avó acha que sabe tudo sobre o neto. E a filha não quer ouvir os conselhos da mãe.
Consequência: Até quando a avó pode ajudar, a filha recusa conselhos. Lição: A filha deve impor limites à mãe, que, por sua vez, só deve opinar quando for solicitada.
Passos para viver uma relação harmoniosa

· Liberte-se da culpa.

Toda relação afetiva oscila entre amor e ódio. Não fique culpada por sentir coisas ruins.

· Dialogue.

As mães devem criticar menos. E as filhas devem encarar oque as mães dizem com mais leveza.

· Dê o exemplo. Mentir ensina a mentir. Antes de reclamar, a mãe deve sempre se perguntar qual é o exemplo que está dando.

· Dê mais liberdade. Com a devida orientação, mães de adolescentes podem, sim, deixar as filhas fazerem suas próprias escolhas

· Evite o ciúme. Mães devem fugir da brincadeira de que a filha é a “namoradinha” do pai. Isso prejudica o desenvolvimento da criança.

(Via agencia de noticia)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques