Páginas

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Caçadora de 12 anos, recebe ameaça de morte após dizer que não vai parar de matar animais



(Foto: Reprodução/Facebook)

Aos doze anos, a caçadora Aryanna Gourdin virou alvo de críticas após fotos dela ao lado de animais abatidos viralizarem na internet. Apesar dos comentários negativos, ela declarou, em participação no programa "Good Morning Britain", que não pretende parar de caçar ou postar os registros.
"Eu sou uma caçadora e, não importa o que as pessoas digam para mim, eu não vou parar", afirmou a jovem, que participou do programa ao lado do pai, Eli, que também é caçador. "É algo que eu aprecio e eu quero que outras pessoas o vejam que eu vivi fazendo aquilo", completou, acrescentando admirar a capacidade de poder "colocar a comida em nossa mesa".
Nos comentários das fotos em que aparece abraçada ao corpo de um girafa, um urso e uma zebra, a jovem, que caça desde os sete anos, ainda recebeu ameaças de morte, o que criticou veementemente. 
"Estou muito chateada que as pessoas valorizam mais a vida de um animal do que de outra pessoa. Eu tento ignorar a maioria dos comentários que recebo, mas eu li alguns sem querer", explica.


(Foto: Reprodução/Facebook)

Contestada até pelos apresentadores, que, assim como alguns internautas, tentaram fazer a jovem refletir sobre caçar por hobby, ela enfatizou que não pretende abandonar esse costume, que é uma tradição familiar. "Eu vou caçar para sempre. É algo que é feito por milhares de pessoas em todo mundo e isso nunca vai parar".
Insistente, um dos apresentadores ainda perguntou à menina o que ela sentiria se alguém viesse até a casa dela, em Utah (EUA), e, por exemplo, matasse seu gato de estimação e postasse uma foto ao lado do corpo dele.
Em resposta, ela mandou outra pergunta: "O quê? Você está dizendo que eu não posso ter um gato por caçar?". E, em seguida, o pai interveio e defendeu-se dizendo que aquela era uma pergunta capciosa. Ainda assim, ele disse que caçadores jamais matariam animais de estimação e enfatizou: "Uma girafa não é um animal de estimação".
Por fim, o pai ainda defendeu que a filha tem o direito de publicar as fotos em sua página pessoal no Facebook e que, se alguém se sente ofendido, basta não acessar o perfil dela. "Ela tem orgulho disso. Ela quer compartilhar com aqueles que querem ver. Se você não quiser, basta não entrar na página dela. Eu não vou impedi-la".


(Foto: Reprodução/Facebook)

Informações: Rede TV
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques