Páginas

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Este homem acha um corpo estranho na praia. Mas quando ele olha de perto, faz uma descoberta revolucionária.


Nas ilhas Pribilof, pertencentes ao Alasca, no meio do mar de Bering, um jovem professor de biologia fez uma descoberta: uma carcaça de sete metros encalhada na praia. Ele notificou uma amiga, que era pesquisadora aposentada. Esta imaginou inicialmente que se tratasse de uma baleia bicuda, chamada Berardius. Mas outros estudos mostram que esse mamífero morto era muito escuro e muito pequeno para ser a baleia Berardius.


Após inúmeros testes de DNA e comparações com crânios de espécies de baleias já conhecidas pelos pesquisadores, eles agora acreditam ter encontrado uma espécie completamente nova. Trata-se de uma baleia pequena e escura, que é chamada há tempos por pescadores japoneses de "karasu" ou corvo. Uma descoberta dessas em 2016 mostra como sabemos pouco sobre a vida nos oceanos.


"É tudo muito excitante no momento", diz Fabian Ritter, especialista em vida marinha do instituto Whale and Dolphin Conservation. "No entanto, também nos faz refletir, já que as baleias bicudas, ou Berardius, ainda são caçadas no Japão. E se esta nova espécie já estiver, talvez, ameaçada de extinção antes mesmo de ter sido reconhecida oficialmente?“


Para os pesquisadores, será um grande desafio para encontrar espécimes vivendo em seu habitat natural e descobrir quantos deles existem e como eles vivem. E quem sabe com quais maravilhas eles irão se deparar durante esse processo!

Não Acredito



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques