Páginas

sábado, 9 de julho de 2016

Este homem descobriu algo infestado de vermes embaixo de um carro. O que acontece depois é surpreedente


Wilson Martins Coutinho tem uma missão: há bastante tempo ele ajuda cachorros que se não fosse por ele não teriam ninguém. E desta vez, se ele tivesse chegado um minuto mais tarde já teria sido tarde demais. Aqui está a história de Sopro, o cachorro cuja morte já parecia ser certa, contada por ele.
"Uma voz interior me levou até o carro. O que eu vi era deplorável. O cachorro estava lá como se estivesse morto. Desde quando? Ninguém sabe. Eu vi uma ferida muito feia na cabeça dele.


Eu o toquei para ver se ele ainda estava vivo. Com muito cuidado eu o levantei e percebi que ele ainda respirava. Ainda havia esperança.



Ele se agarrou no meu braço como um pequeno pedaço de miséria. Eu tinha que fazer tudo muito rápido. Todo minuto contava! A ferida estava transbordando com vermes. Jamais esquecerei essa visão.


Eu o levei à clínica de um amigo que é veterinário. Eu sabia que lá nos ajudariam. E eu não me decepcionei. A mesa de operação ficou pronta imediatamente.


Aqui eu estava tentando passar energias positivas para o cachorro. A respiração dele estava muito irregular então assoprei um pouco de ar em suas narinas. E então já tinha um nome para ele: Sopro.


A anestesia lentamente fez efeito e Sopro caiu em um sono profundo. Desinfetamos sua ferida com uma mistura de peróxido de hidrogênio e prata coloidal. E então que veio a parte difícil do salvamento.


Já que agora era a hora de retirar os vermes da ferida. Isso foi bastante demorado, já que a ferida estava infestada deles. Tínhamos que ir cada vez mais fundo buscar os pequenos vermes e desinfetar tudo durou quase de duas horas.


As duas enfermeiras da clínica fizeram um trabalho fantástico. Com muita calma e paciência elas conseguiram limpar a ferida. Mas o melhor de todos foi sem dúvida Sopro. Ele teve uma paciência de anjo e não se mexeu nem uma única vez. Que animal!


Sobretudo o cheiro foi uma das coisas mais difíceis de aguentar. Era um cheiro parecido ao de peixe podre. Nesta tigela foram colocados os vermes retirados durante o procedimento. Inacreditável!


A ferida foi imediatamente coberta de uma pomada desinfetante e cicatrizante. Não é algo muito bonito de se olhar, mas extremamente necessário.


Sopro foi tão valente! Nem um único latido dele durante o tempo todo. E isso que o procedimento inteiro durou mais de 4 horas. Com ele fora de perigo, foi que finalmente um outro pensamento perturbador me veio à mente: a conta da clínica-veterinária com certeza não seria barata.


Mas com certeza valeu a pena. E eu tinha certeza que com os fãs da minha página no Facebook sobre salvamento de animais seria possível arrecadar o dinheiro com uma campanha.


Finalmente: Sopro havia sido socorrido e sua ferida estava tratada. E isso agora significava que ele ia precisar de muita calma para se recuperar. Todos nós estávamos precisando na verdade. Chega de trabalho por hoje!


Eu o visitei nos três dias posteriores. Ele já parecia muito melhor. E me olhava com olhar de agradecimento. Essa foi a primeira boa notícia.


Mas a segunda boa notícia foi ainda melhor: graças à ajuda dos meus amigos no Facebook, o pagamento dos custos veterinários não eram mais um problema. OBRIGADO! Alegre-se, Sopro, meu lutador. Tudo vai ficar bem!



Após duas longas semanas ele estava finalmente oficialmente curado. Sopro podia finalmente deixar a clínica. Primeiramente o levei para minha casa, para depois decidir o que fazer. Obrigado novamente a todos que estiveram ao nosso lado!"


O agradecimento é para você, Wilson. Eu fiquei impressionado com a prontidão em ajudar deste homem. Procurar e ajudar sozinho esses animais é algo único. E os trazer de volta à vida já beira quase um pequeno milagre. Compartilhe essa impressionante ação de salvamento e o trabalho de um homem muito especial!

Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques