Páginas

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Pedófilo abusa de 200 crianças e recebe 22 sentenças de prisão perpétua


Huckle cometeu os abusos enquanto era voluntário na Malásia (Foto: Reprodução)
O pedófilo britânico Richard Huckle, de 30 anos, recebeu 22 condenações de prisão perpétua pelo abuso de mais de 200 crianças malaias entre seis meses e 12 anos de idade. A sentença foi lida nesta segunda-feira (6) no tribunal de Londres (Inglaterra). Ele terá de cumprir sentença mínima de 25 anos. 
Considerado o mais perigoso pedófilo do Reino Unido, Huckle cometeu os abusos a crianças de abrigos e orfanatos entre 2006 a 2014, enquanto atuava como voluntário em Kuala Lumpur, na Malásia, e dava aulas de inglês. Ele publicou vídeos e fotos dos atos em fóruns na internet e, segundo a imprensa britânica, tentou lucrar com o conteúdo, que ele pretendia compilar em uma espécie de "manual do pedófilo". 
Huckle foi preso ao voltar a Londres para passar o Natal com a família, em dezembro de 2014. Na ocasião, a polícia encontrou mais de 20 mil imagens de abuso infantil em seu computador. 
Ao todo, vinte e três crianças foram identificadas, mas a investigação apontou que o número de vítimas era muito maior. Durante o julgamento, Huckle defendeu-se, em carta lida durante a audiência, dizendo que crimes sexuais eram "endêmicos" em Kuala Lumpur e que "ninguém se importava".
Para o juiz, Peter Rook, ficou nítido que o homem não tinha arrependimentos e, caso não fosse capturado, iria continuar a cometer os abusos e compartilhar suas experiências com outros pedófilos. Os próprios pais de Huckle pediram a prisão do filho ao descobrir seus crimes.

Informações: Rede TV
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques