Páginas

quinta-feira, 9 de junho de 2016

O filho dela estava agindo de maneira estranha após sair de bicicleta. 2 dias depois, ela vê isso na cabeça dele


O que Tiffany Rivera, dos Estados Unidos da América, descobriu em seu filho de 10 anos é o pesadelo de toda mãe. Todo mundo deveria prestar atenção a esta mensagem que ela compartilhou no Facebook em 14 de abril de 2016:


"Na segunda-feira, 21 de março de 2016, meu filho de 10 anos, Jaden, estava andando de bicicleta sem capacete. Enquanto brincava, ele caiu, arranhando o cotovelo e joelho. Quando ele foi perguntado se algo mais doía, suas únicas reclamações foram o cotovelo e o joelho. Ele não demonstrou nenhum outro sinal de trauma e continuou com o dia dele.
Pulando para quarta-feira de manhã, 23 de março de 2016, Jaden acordou reclamando de dor de cabeça e pareceu muito letárgico, o que não é o seu estado normal de forma alguma. Tudo o que Jaden queria era se deitar e não quis comer nada. Após olhar para ele, você poderia ver inchaço em sua têmpora direita. O local em sua têmpora não estava duro, estava bastante mole.


Eu decidi levá-lo ao hospital. No momento em que eu coloquei Jaden no carro, ele começou a vomitar. Quando ele chegou ao hospital infantil Saint Mary's Children's hospital, foi feita uma tomografia. O diagnóstico foi de fratura temporal direita e hematoma epidural direito. Os médicos me explicaram que meu filho precisava de uma cirurgia de emergência em até uma hora para tentar salvar sua vida. Suas chances de sobreviver eram de 50/50.


Jaden passou pela cirurgia, e durante o processo, eles descobriram que o dano era extenso. Eles realizaram uma craniotomia fronto temporal direita, remoção do hematoma epidural e tiveram que fazer uma cranioplastia colocando uma malha metálica em seu crânio. A cirurgia era pra ter durado apenas uma hora e meia, mas Jaden ficou na sala de operação por duas horas e meia. 


O cirurgião e os outros médicos nos disseram que foi um milagre ele ter sobrevivido. Em todos os outros casos, as crianças nunca saem vivas da cirurgia. Em 5 de abril de 2016, Jaden fez 11 anos com quase nenhum dano permanente ou deficiência. Minha família e eu gostaríamos de agradecer à equipe de Cirurgia Traumática e a UTI Pediátrica do Saint Mary's Children's Hospital em West Palm Beach, Flórida.


Eu estou contando isso a vocês na esperança de conscientizar todas as crianças e adultos a usarem capacete. Ajude outras pessoas a saberem dos perigos de andar de bicicleta, skate, etc., sem o equipamento de segurança adequado. Isso pode acontecer com qualquer um! Os ferimentos que meu filho teve foi semelhante aos que acontecem com acidentes de moto!"

Um argumento para a obrigatoriedade do uso de capacete: crianças são as mais suscetíveis a traumas por serem inexperientes. De acordo com um estudo, mais de 1.800 crianças se envolveram em acidentes de bicicleta entre 2002 e 2012. Em média 30 crianças por ano morrem por causa de acidentes e 30% dos ferimentos são de traumatismo craniano. 


O acidente e a recuperação de Jaden devem ser um alerta a todos os pais. Não deixem duas crianças pedalarem (ou fazerem outros esportes de impacto) sem capacete ou o equipamento recomendado. Os adultos devem dar o exemplo e usar também, mesmo que você já seja um pouco mais confiante com sua bicicleta e não suporte aquele capacete enorme. Ajude esta mãe a proteger as crianças do traumatismo craniano compartilhando esta mensagem.

Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário