Páginas

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Mulher começa tossir, vai ao médico e descobre uma camisinha alojada no seu pulmão


Em um estudo de caso publicado no Indian Journal of Chest Diseases and Allied Sciences(IJCDAS), uma equipe médica relatou o caso de uma inalação acidental de preservativo.

A paciente, uma professora de 27 anos, por seis meses lidou com uma tosse persistente, que estava acompanhada de alguns sintomas de pneumonia. A princípio, os exames iniciais não mostraram discrepâncias, porém, quando foram feitas radiografias do tórax, descobriram uma lesão no pulmão. Logo, ela fora medicada com um coquetel de tratamento para tuberculose.


Quando os sintomas não desapareceram, os médicos resolveram realizar uma broncoscopia e descobriram a presença de uma estrutura presa aos brônquios, um preservativo masculino. O objeto foi facilmente removido com uma pinça de biópsia, mas se rasgou em pedaços durante o procedimento.
Uma das razões para que o fato tenha passado despercebido pela paciente por tanto tempo, foi porque o objeto inalado era de “consistência macia, elástica e de borracha, sendo susceptível de causar uma lesão pulmonar direta”, escreveram os médicos no relatório.
Contudo, os especialistas não tinham certeza se ela de fato engoliu/inalou o preservativo sem querer, ou se era apenas vergonha de relatar o incidente.

Informações: Diário de Biologia


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário