Páginas

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Médico sugere aborto de menina com Down e mãe rebate "Minha filha é perfeita"; leia a carta



Mãe de duas meninas, a norte-americana Courtney Baker descobriu, durante sua terceira gestação, que esperava outra menina. A notícia, no entanto, veio acompanhada de dois detalhes: o diagnóstico de síndrome de Down e a insistência do médico para convencer a mulher a interromper a gravidez.
Determinada a ter o bebê, a moradora de Sanford, no estado da Flórida (EUA), não deu ouvidos às recomendações, que continuaram durante todo o pré-natal. Agora, com a pequena Emersyn Faith com 15 meses de vida, Courtney enviou uma carta emocionante ao médico que sugeriu o aborto. 
"Esta é a Emmy enviando nossa carta para o médico pré-natal que não queria que ela vivesse. Ele sugeriu insistentemente o aborto. Ele disse que tanto a qualidade de vida dela quanto a nossa seria horrível. Ele estava incrivelmente errado", diz a mãe ao site Parker Myles.
Muito impactada pela forma como foi tratada durante a gravidez, Courtney ainda diz que pretende tomar outras medidas para evitar que a situação aconteça também a outras gestantes. À emissora ABC News, a mulher disse que planejava a carta há muito tempo. "Eu sabia como seria importante escrever essa carta, mesmo antes de Emersyn nascer".

(Foto: Reprodução/Facebook/Parker Myles)

Leia a carta:

Querido médico,

Recentemente, uma amiga me disse que quando seu médico pré-natal fosse ver seu filho, iria comentaria: "Ele é perfeito". Quando seu filho nasceu com síndrome de Down, ela visitou esse mesmo médico. Ele olhou para seu menino e disse: "Eu te disse. Ele é perfeito".
Sua história me rasgou em pedaços. Mesmo agradecida pela experiência da minha amiga, isso me encheu de muita tristeza por causa de algo que eu poderia ter tido. Desejei que fosse tivesse sido aquele médico.
Eu fui até você durante o momento mais difícil da minha vida. Eu estava apavorada, ansiosa e em completo desespero. Eu ainda não sabia a verdade sobre o meu bebê, e isso era o que eu desesperadamente precisava de você. Mas em vez de apoio e incentivo, você sugeriu exterminar o nosso filho. Eu te disse o nome dela, e você nos perguntou novamente se havíamos compreendido o quão baixa seria a nossa qualidade de vida por ter uma criança com síndrome de Down. Você sugeriu que a gente reconsiderasse nossa decisão de levar a gravidez adiante.

A pequena Emersyn (Foto: Reprodução/Facebook/Parker Myles)

A partir dessa primeira visita, nós temíamos nossas consultas. O momento mais difícil na minha vida tornou-se quase insuportável porque você nunca me contou a verdade: Minha filha era perfeita.
Eu não estou brava. Eu não guardo remorso. Estou realmente muito triste. Estou triste porque os corações minúsculos que você vê todos os dias não o enchem de admiração. Estou triste que os intrincados detalhes e o milagre daqueles pequenos dedos e pés doces, pulmões e olhos e orelhas nem sempre lhe dão uma pausa. Estou triste que você estava tão errado para dizer que um bebê com síndrome de Down iria diminuir a nossa qualidade de vida. E eu estou de coração partido por pensar que, ainda hoje mesmo, você pode ter dito a mesma coisa para uma mãe. Mas estou ainda mais triste porque você jamais terá o privilégio de conhecer a minha filha, Emersyn.
Porque, veja, Emersyn não só está adicionado qualidade à nossa vida, ela tocou os corações de milhares de pessoas. Ela nos deu um propósito e uma alegria que é impossível expressar. Ela nos deu sorrisos maiores, mais risadas e os beijos mais doces que já tivemos. Ela abriu os nossos olhos para a verdadeira beleza e o amor puro.
Assim, a minha oração é para que nenhuma outra mãe tenha que passar pelo que passei. Minha oração é para que você também veja agora a verdadeira beleza e o amor puro em toda ultra-sonografia.
E a minha oração é para que, quando você deparar com o próximo bebê com síndrome de Down, cuidadosamente escondido no ventre de sua mãe, você olhe para que mamãe, que me veja em seguida, e diga a verdade: "Seu filho é perfeito".".

Informações: Rede TV
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques