Páginas

segunda-feira, 6 de junho de 2016

A polícia avisa sobre esta moda no Facebook, mas é tarde demais pra esta mãe


É um dia úmido de verão. Em uma piscina pública, uma mãe tira uma foto da filha com seu smartphone. Ela quer compartilhar a foto no Facebook e contribuir com o chamado "Desafio da Maternidade", onde mães orgulhosas exibem fotos de seus filhos. A mãe aceita o desafio e posta uma foto da filha de biquíni. O que isso acarreta poderia ter sido evitado, se a mãe tivesse escutado os avisos.
Para esta mãe, no entanto, os alertas chegaram tarde. Investigadores encontraram a foto da filha dela em um site duvidoso de pornografia infantil. Existem pessoas por aí que vasculham as redes sociais com o único propósito de encontrar fotos de crianças e depois trocá-las com outras pessoas. Esta mãe facilitou o trabalho dos criminosos, pois as fotos de sua filha estavam no Facebook para todos verem. Este "Desafio da Maternidade" virou o principal motivo para se falar sobre a privacidade das crianças na internet.
A polícia ao redor do mundo está alertando os pais a não publicarem fotos de seus filhos nas redes sociais, e aqui estão quatro ótimos motivos que eles deveriam prestar atenção:

1. As fotos vão parar diretamente nas mãos de perseguidores, criminosos e pedófilos. Estranhos podem ter livre acesso e utilizarem estas fotos, assim como descobrirem onde a criança e sua família moram. 

2. As fotos de criança dão um mau exemplo em termos de proteção de dados. Os pais estão consentindo que a privacidade delas seja exposta na internet.

3. Estas fotos facilitam o roubo de identidade, quando estranhos desejam falsificar um perfil de usuário com o objetivo de se aproximarem de uma outra criança ou adolescente pela internet.

4. Fotos de crianças podem levar ao bullying. Claro, os pais podem achar as fotos uma graça, mas mais tarde, quando seus filhos atingirem a puberdade, eles podem ser vítimas de bullying por causa das imagens.

Muitos países estão debatendo a possibilidade de restringirem as leis de proteção de dados para protegerem melhor a privacidade das crianças. A França é um modelo neste assunto, fazendo com que a publicação de fotos sem consentimento da pessoa seja passível de uma multa de aproximadamente R$ 177.000,00 ou um ano na cadeia. É uma lei severa que também pode ser aplicada retrospectivamente. Isso significa que mesmo crianças maiores podem entrar com uma ação contra seus pais por postarem suas fotos ilicitamente. O Facebook quer reagir a este problema alertando sobre futuras postagens de fotos publicamente.


flickr/Donnie Ray Jones

A questão da proteção de dados tem sido causa de preocupação há algum tempo, e não apenas quando o assunto é fotos de crianças. Neste momento, com tecnologias de reconhecimento de face e roubo de dados, você deve considerar seriamente quais detalhes da sua vida você quer revelar. Dicas de como proteger sua privacidade no Facebook podem ser encontradas aqui, e em configurações você pode ver quem tem acesso aos seus posts.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques