Páginas

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Saiba quais são as 6 lendas urbanas mais assustadoras sobre a Disney




O “lugar mais feliz do mundo” parece ser também aquele de onde saem mais histórias assustadoras.
O mistério por trás de como funciona um parque de diversões da magnitude da Disneylândia cativa a curiosidade das pessoas – e as pessoas criam as próprias respostas para aquilo que é mantido em segredo. E as pessoas têm uma imaginação diabólica. Ou não?
Confira a lista das 7 lendas urbanas mais assustadoras sobre a casa que Mickey construiu:

1 – Suicídios


As lendas vão de áreas isoladas após um corpo se esborrachar na calçada até relatos de pessoas se jogando de carrinhos DENTRO das atrações. Uma das fotos que circula nos fóruns de internet teria sido tirada em 1999, quando uma atração foi esvaziada em meio ao passeio. Ela mostra o que seria uma criança no meio do caminho entre as ferragens do teto do galpão e o chão.
Verdade? A única história reportada pela mídia foi a tentativa de suicídio de um funcionário do parque em Paris em 2013

2 – O fantasma da Mansão Assombrada


Essa era inevitável. Para se ter uma ideia, o primeiro relato de assombrações data dos anos 1960, quando o passeio ainda estava sendo construído. Um engenheiro de som afirmou ter escutado música saindo de uma parede antes da instalação de qualquer alto-falante.
Uma das histórias mais recentes é a de um visitante que levou uma câmera com lentes de visão noturna e tirou a foto acima. Ele diz que no grupo que estava com ele, só havia pessoas com mais de 20 anos de idade.
O fantasma do garoto teria ido parar ali após sua mãe espalhar as cinzas do filho morto pelo câncer que “gostava tanto da Disney que queria que as cinzas fossem jogadas na Mansão para que ele se tornasse um dos fantasmas de lá”. Uia.


3 – O fantasma de Debbi Stone


Esta é mais ou menos real. Debbi Stone foi uma empregada do parque que morreu num acidente em 1974. Ela tinha 18 anos e trabalhava na atração “America Sings” quando uma parede do palco que se movia a esmagou contra uma parede fixa. Depois de dois dias, a atração foi reaberta – e, desde então, novos funcionários dizem ouvir a voz de Debbi dizendo, todos os dias: “Tenham cuidado…”

4 – O fantasma de Walt Disney ainda mora lá


O velho apartamento sobre a pequena estação dos bombeiros continua intocado como quando Walt morava lá durante a construção do parque. O que continua acontecendo, também, mesmo sem ninguém ali dentro, é o apagar e acender das luzes. A peça seria obra de um faxineiro chamado “George”. Mas é melhor acreditar em fantasmas, ou não?
A propósito, o mito de que Walt Disney foi congelado é falso: ele foi cremado dois dias depois de sua morte, em 1966.

5 – A criança na mala


Há diversos relatos de casais que, frustrados de não poder entrar em atrações com restrição etária acabam escondendo seus filhos de alguma forma – já se falou até em colocá-los dentro de casacos abraçados às mães para simular uma gravidez e “traficar” a criança. A história mais sinistra seria a de um casal com uma mala. No meio do passeio, um funcionário desconfiado pede para ver o que há dentro. Para surpresa de todos, o que aparece quando o zíper é aberto é um bebê de oito meses já sem vida.

6 – Querido, eu engoli seu pipi


A atração 3D baseada no filme “Querida, Encolhi as Crianças” foi uma das mais populares do parque até o fechamento, em 2010. Reza a lenda que um casal de jovens que viajava com a família, após um dia inteiro sem poder se tocar, resolveu usar o escuro da sala para colocar certos assuntos em dia. O que eles não sabiam, reza a lenda, é que eles não contavam que as cadeiras fossem equipadas com uma espécie de chicote de borracha que simula o rabo de um animal passando pelas pernas dos espectadores. O tal chicote pegou bem na garganta da moça que estava com o membro do rapaz na boca. Por reflexo, ela mordeu com toda a força e… bem, ela terminou com um pedaço importante do namorado na boca. Nada pode ser mais assustador que isso.

Surrealista
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário