Páginas

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Pilotos adormecem com 140 pessoas a bordo


As autoridades gregas pediram à Delta Air Lines para pagarem custos de combustível dos F-16.


Imagem de reprodução / Reuters

Horas depois do avião da EgyptAir ter caído no Mediterrâneo com 66 pessoas a bordo, na passada quinta-feira, outro pode ter escapado por pouco a um acidente, na Grécia.
A intervenção de dois caças da Força Aérea Grega pode ter evitado um fim trágico para as 140 pessoas a bordo do avião 767-400 da Delta Air Lines, que ia da Alemanha para o Kuwait.
Os pilotos teriam entrado na Região de Informação de Voo (FIR) de Atenas às 19.10 de quinta-feira - hora local - sem se identificarem, de acordo com declarações das autoridades, que vieram confirmar relatos da imprensa grega. Os vários apelos que as torres de controle de Itália e da Grécia enviaram ao voo DL-8957 ficaram sem resposta durante uma hora.
As suspeitas de ataque terrorista ou sequestro fizeram com que o incidente tivesse sido imediatamente encaminhado pelas autoridades da Aviação Civil Grega para o Ministério da Defesa. Seguindo o protocolo militar, às 19.49 horas, dois aviões de combate F-16 interceptaram o avião Delta perto da ilha Aegean de Santorini.
Foi na tentativa de fazer contato visual com os pilotos do avião, que os F-16 deram conta de que estes estavam sentados em posição normal mas, possivelmente, dormindo. E, se nem os sinais de luz puseram fim ao sono profundo dos pilotos, só os assistentes de bordo é que, ao baterem na porta da cabine, o conseguiram acordá-los. Os pilotos do avião, que estaria em piloto automático, contataram as autoridades gregas às 19.55 e saíram do FIR de Atenas às 20.10 horas, uma hora depois de as torres de controle terem percebido que havia algo errado.
As autoridades gregas teriam enviado uma carta à Delta Air Lines e solicitado custos de combustível e taxas de conveniência pagos.
O incidente ocorreu horas depois da EgyptAir Airbus A320, que ia de Paris para o Cairo, ter desaparecido dos radares nas primeiras horas de quinta-feira.


Jornal Noticias
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário