Páginas

sábado, 21 de maio de 2016

Mulher engravida por meio de sexo anal e médicos ficam chocados ao descobrirem o motivo. Entenda!


imagem de reprodução
Não há dúvidas de que a educação sexual procura ensinar, preparar e até mesmo a derrubar alguns mitos de possibilidade de gravidez, como sentar no assento do vaso sanitário, por exemplo. No entanto, um caso bastante raro intrigou os médicos.
Para toda regra há sempre uma exceção. E assim, uma afirmação feita pelo urologista Dr. Brian Steixner, relatada pela Men’s Health enquanto ainda era um estudante de medicina, colocou em pauta um fenômeno impensável: uma mulher que concebeu uma criança por meio de penetração anal.
Na época, o diagnóstico feito por ele era de uma condição médica rara chamada “malformação cloacal”. Um problema presente no nascimento e que afeta apenas meninas. Logo no início da gestação (cinco a seis semanas), o reto, uretra e vagina não conseguem se separar em tubos diferentes. Isso significa que as fezes e urina escorrem por uma abertura de canal único no períneo – região onde, normalmente, o ânus e a vagina estão localizados.
É um fenômeno tão raro que ocorre em um a cada 50 mil nascimentos e pode estar associado a outras malformações congênitas associadas. Normalmente, é tratado com cirurgia para a criação de três canais diferentes. Isto é, para fornecer a criança a função normal do intestino, controle da bexiga e função sexual e reprodutiva normal. Apesar da incidência ser de 1 para cada 50 mil meninas, pouquíssimos casos foram verificados como o da paciente em questão.
De acordo com Dr. Steixner, a mulher relatou que antes de engravidar só havia feito sexo anal – porque presumivelmente não poderia ser penetrada na vagina. “Depois de fazer um monte de raios-X, determinamos que ela realmente ficou grávida após fazer sexo anal“, disse. Os médicos então, decidiram que qualquer forma de parto natural seria insegura e, portanto, optou por realizar uma cesariana.
Ele contou que, segundo relatos da paciente, quando ela era mais nova chegou a passar por uma cirurgia para corrigir o problema. Contudo, não saiu como esperado e seu ventre acabou se ligando ao reto novamente – o que significa que ela realmente foi capaz de conceber um filho após o sexo anal.

[ Daily Mail ] [ Foto: Reprodução / Daily Mail ]
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário