Páginas

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Menina defende capitalismo e zera questão de prova. A mãe questiona escola


Uma questão de prova no Rio de Janeiro gerou polêmica no facebook. Indignada pelo fato da filha ter zerado uma questão de prova por responder, aparentemente, de forma contrária à opinião do professor, a mãe resolveu questionar a escola através da rede social. E conseguiu fazer com que a filha levasse o ponto da questão.

A questão dizia o seguinte: “O processo de globalização, que vive o mundo de hoje, propõe como elemento de estabilidade social, econômica e política, o velho paradigma das leis de mercado. (…) sobrevive só quem tem competência”. Observe agora o enunciado: “Considerando o texto acima, podemos afirmar que o capitalismo fundamenta a lógica imoral da exclusão. Justifique tal afirmativa.”

A questão

Agora a resposta da aluna (que o professor não aceitou): “Não concordo que o capitalismo fundamenta a lógica imoral da exclusão. Muito pelo contrário. O capitalismo amplia empresas, gerando assim, empregos. O capitalismo dá oportunidades a todos, diferente do comunismo e socialismo que não deu certo em nenhum país. A exclusão não está relacionada ao capitalismo, porque ele não gera pobreza. Fica pobre quem quer, pois ele gera oportunidades. E também tem a meritocracia, que deve ser vista como um plus na sociedade, pois quando se recebe uma oportunidade é possível alcançá-la com mérito e dedicação”

A resposta da aluna com a “correção” do professor

Ao ver a correção da prova, a mãe decidiu questionar a escola através do facebook, insinuando que a filha perdeu o ponto por discordar da ideologia política do professor:
Segundo a mãe, a escola voltou atrás depois que ela dirigiu-se à direção e questionou a correção da questão.

Informações: JC, via UOl


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário