Páginas

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Luisa Mell detona declarações de Deborah Secco e repercurte nas redes sociais


Luisa Mell critica declarações de Deborah Secco: "horrorizada e preocupada"
Foto/montagem: Divulgação

Luisa Mell usou suas redes sociais para criticar a atriz Deborah Secco, que deu declarações polêmicas à revista Glamour.
A atriz da Globo afirmou que ficava 23 horas sem comer para emagrecer. Luisa mostrou-se assustada com Deborah: "Sou uma pessoa que não consigo me calar diante de barbaridades como esta! Deborah Secco, é uma grande atriz. Mas suas declarações sobre boa forma durante a gravidez e pós parto têm me deixado horrorizada e preocupada".
E continuou: "Evidente que, em um país como o nosso, muitas vezes as celebridades são mais ouvidas do que médicos. Não há dúvidas que Deborah, por ser linda e famosa influenciará muitas grávidas e mamães com suas declarações imprudentes. Pelo amor de Deus, jejum na gravidez? A alimentação correta da gestante é fundamental para o desenvolvimento da criança! Várias doenças tem ligação direta com a má alimentação da gestante!".
Ainda opinando sobre as declarações de Deborah Secco, Luisa Mell criticou sua volta rápida para a academia: "Há pouco tempo Deborah também declarou que voltou a ginástica pesada apenas 28 dias depois do parto! Não respeitando nem a quarentena! Socorro! Fico imaginando quantas mulheres não farão esta loucura porque leram que a Deborah fez e logo estava magra! Amigos, ginástica pós parto, se não for feita com cuidado e orientação pode causar problemas de saúde sérios, como incontinência urinária!".
Por fim, deixou uma mensagem para as seguidoras: "Futuras mamães, por favor, procurem médicos e nutricionistas sérios para ajudarem na dieta durante e depois da gestação. É possível aim não engordar muito durante a gravidez e recuperar a boa forma sem dietas malucas que podem prejudicar a saúde da mamãe e do bebe!".

Declarações polêmicas

Ainda para a revista Glamour, Deborah disse que o primeiro mês como mãe da pequena Maria Flor, foi "frustrante".
"Ninguém me avisou que a criança não dá amor no primeiro mês! Ainda mais no meu caso, que não amamentei. Sentia que qualquer pessoa que estivesse ali trocando fralda, dando banho e mamadeira, pra ela estava bom. É uma dedicação absurda, o bebê demanda de três em três horas cronometradas. Aí você sente que dá muito e não recebe nada em troca. É frustrante", bradou.

Na Telinha / Uol
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques