Páginas

sábado, 21 de maio de 2016

Este é o motivo pelo qual você nunca deve ferver a mesma água duas vezes!


Isso pode soar familiar para alguns de vocês: você faz uma xícara de chá ou cozinha um ovo sem medir exatamente a quantidade de água e não sabe o que fazer com o que sobra, mas também não quer jogar fora. Então, o que você pode fazer?



Normalmente, você deixa a água e a reutiliza para outra coisa depois, ou você a deixa na chaleira, ou em uma panela no fogão. Parece perfeitamente inofensivo, né? Nada disso! Na verdade, é bem o oposto.




Vamos olhar mais de perto o que acontece quando a água ferve. À primeira vista, você vê bolhas e vapor, mas há algo acontecendo no nível químico. Fervendo a mesma água várias vezes, o conteúdo de oxigênio muda e substâncias potencialmente perigosas se acumulam. Você pode realmente perceber isso com o chá: quando ele é feito com água fresca, o sabor é muito diferente de quando é feito com água reutilizada.
Ferver a água é um jeito maravilhoso de matar bactérias, mas quando a ferve muitas vezes, gases perigosos e substâncias venenosas como arsênico, nitratos e fluoreto podem se formar como resultado da estrutura química alterada. Vários estudos mostram a conexão entre o fluoreto e os efeitos nocivos que ele provoca no sistema nervoso e no cérebro.


Depois de todo este processo, minerais que são bons para você, como o cálcio, podem causar problemas como a formação de pedras nos rins.


Esta é a razão pela qual você não deve ferver a mesma água duas vezes. Obviamente, é mais nocivo quando feito em grandes quantidades. Pequenas quantidades para o seu chá não são um grande problema, mas talvez seja melhor dar a água que sobrar para as plantas, já que não é perigoso para elas!


Interessante. Você realmente tem que tomar cuidado, se estiver reutilizando água. É bom saber que não é tão inofensivo quanto você talvez tenha pensado.

O Sagaz
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário