Páginas

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Atenção! Falsos motoristas da Uber se aproveitam da falta de atenção de passageiros


Imagem de reprodução


Falsos motoristas da Uber estão se aproveitando da desatenção de passageiros para se passar por prestadores do serviço de transporte e fazer com que as pessoas embarquem no carro. De acordo com o jornal Diário de São Paulo, os casos acontecem principalmente com mulheres.
Na semana passada, a dentista Yumi Sasaki, de 26 anos, solicitou um motorista e recebeu do aplicativo a informação de que o motorista viria num Honda Civic.
Pouco depois, um carro, que ela acredita ser um Renault Sedan chegou e o motorista perguntou se ela havia pedido um carro. Diante da afirmativa, a dentista entrou e percebeu que o endereço que havia indicado não aparecia na tela do celular do homem. "Ele logo foi falando que era seu primeiro dia como se estivesse justificando o fato do endereço não ter aparecido automaticamente”, disse.
Depois de rodar dois quarteirões ela recebeu uma ligação do verdadeiro motorista, perguntando onde ela se encontrava. “Eu ainda perguntei para ele se realmente era eu que ele deveria ter pegado e ele disse que sim. A princípio não achei que estava fazendo aquilo por mal e que poderia ter acontecido um engano". Com medo, a dentista aproveitou um semáforo fechado para sair do carro e retornou ao ponto de partida, encontrando o verdadeiro profissional. “Eu contei para o motorista e ele disse que eu preciso ficar atenta na placa e modelo e essa é minha dica para outras pessoas”.
Um caso semelhante aconteceu com a advogada Janaina Galvão, de 31 anos. Depois de solicitar um automóvel, um motorista se aproximou dirigindo um carro de um modelo diferente do exibido no aplicativo. "Eu disse para ele que o automóvel era outro e ele disse que tinha trocado e o aplicativo não atualizou. Resolvi perguntar o nome e, após gaguejar, me disse um nome diferente do motorista que eu estava esperando", conta.
Após o erro, o homem afirmou que sua intenção era "conhecer melhor" a advogada. "Ele disse que iria me levar para onde eu quisesse porque era linda e parecia que iria tentar sair do carro. Quando gritei, ele saiu. Eu fiquei em choque. Não sei o que ele poderia ter feito comigo", declara. "O conselho que dou é para a pessoa não falar seu nome nem do motorista e conferir a placa. O verdadeiro motorista me disse que não existe isso de trocar o carro e não atualizar o sistema". 

Uber

Em comunicado ao jornal, a Uber aconselha o passageiro a ficar atento às informações que aparecem no aplicativo ao solicitar o serviço. Na tela do celular aparece o nome do motorista, sua foto de identificação, modelo e placa de carro. "Vale lembrar que, para se cadastrar para usar o aplicativo, os motoristas parceiros precisam ter carteira de motorista com licença para exercer atividade remunerada e passam por checagem de antecedentes criminais nas esferas federal e estadual", explica a empresa.

Medidas de segurança

Antes de o motorista chegar, é possível acompanhar seu trajeto em tempo real. Depois de embarcar, o passageiro pode compartilhar sua localização com quem desejar, o que evita desvios do caminho e pode deixar as pessoas mais tranquilas.
O delegado Milton Toschi Júnior, do 51º DP afirma os falsos motoristas podem responder por falsidade, mas aconselha que o cliente sempre cheque a placa e o modelo do carro.

Via Diário de São Paulo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques