Páginas

terça-feira, 31 de maio de 2016

Apresentador da Cultura se irrita e detona telespectador ao ser xingado em debate sobre o estupro


Willian Corrêa, âncora do Jornal da Cultura: indignação no ar (Foto: Divulgação)
Na noite de segunda-feira (30), acontecia no Jornal da Cultura, da TV Cultura de São Paulo, um debate entre o âncora Willian Corrêa e os comentaristas Airton Soares e Marco Antônio Villa sobre o estupro coletivo ocorrido no Rio, quando o apresentador teve uma reação enérgica ao ler o comentário de um telespectador.
‘O laudo do Instituto Médico Legal constatou que ela (a adolescente carioca) não foi estuprada. Parem de ser hipócritas’ dizia a mensagem escrita numa rede social do JC e lida por Corrêa.
“Hipócrita é você que escreveu essa mensagem”, retrucou o apresentador, irritado, dedo em riste em direção à câmera. “Deve ser fake. Um homem não pode ser tão ignorante quanto esse senhor. Vou excluí-lo aqui da rede social da TV Cultura.”
“É um criminoso”, disse Villa. “Essa é a cultura do estupro.”
Minutos antes, Airton Soares defendera a criação de uma campanha de prevenção ao estupro. O advogado acredita que potenciais estupradores possam ser identificados por meio de sinais comportamentais e, dessa maneira, impedidos de cometer violência sexual.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário