Páginas

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Quando o idoso morreu, encontraram isso em sua casa. A equipe de resgate nunca tinha visto nada parecido.


Conheça o Vincent. Ele é um Dachshund de 7 anos, de Houston, Texas, nos Estados Unidos. Sob muitos aspectos, ele é como qualquer cachorro: ama correr por aí, comer e receber carinho. Mas oito meses atrás, você não o reconheceria se o visse quando ele foi encontrado pelo grupo de resgate animal K-9 Rescue, na casa de seu falecido dono.




Pesando 17kg, Vincent estava praticamente imóvel devido ao seu tamanho gigantesco. Ele não estava apenas gordo, estava com obesidade mórbida, com 62.7% de gordura corporal. Além disso, ele sofria de colesterol alto, problemas na coluna e dificuldade para andar. Havia grande probabilidade de que ele nunca mais poderia voltar a ter um peso saudável e levar uma vida normal.



Felizmente, os anjos que o resgataram e sua primeira dona, Melissa Anderson, cuidaram dele e o ajudaram a fazer dieta e seguir um programa de exercícios. De início, o novo regime foi um desafio para o cão, que ficava cansado e arfando na maior parte do tempo. Mas ele era determinado e manteve uma atitude alegre durante o processo. Vincent começou com uma rotina de natação, para não forçar suas articulações, e foi evoluindo para 5-6 caminhadas de uma hora por semana pelas ruas do bairro.


Agora Vincent é um cão totalmente diferente. Ele passou de pesados 17kg para apenas 7kg. Agora você até pode chamá-lo de Vinnie Magrinho. Hoje ele tem muito mais energia e aproveita mais a vida do que antes seria possível. Após sua perda de peso, o cãozinho pode finalmente usufruir dos simples prazeres da vida canina, como correr atrás de brinquedos ou dar umas voltas no parque.


Vincent nos lembra que existem centenas de cães pelo mundo em situação semelhante, seja por maus tratos ou por sofrer de má nutrição como resultado de abandono. Nós podemos fazer nossa parte e ajudar animais como ele dando apoio às organizações de proteção animal, ou dando um lar amoroso para cães ou outros bichinhos abandonados. Compartilhe esta história para que mais pessoas se conscientizem!


Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques