Páginas

terça-feira, 26 de abril de 2016

Jovem afirma que foi obrigada a fazer sexo durante entrevista de emprego



A estudante Denisse Villalta (Foto: Reprodução)
A norte-americana Denisse Villalta, de 21 anos, está processando o advogado Sunny Barkats por tê-la forçado a fazer sexo oral com ele para ser aprovada para uma vaga de emprego.
Denisse, que era estudante de Direito na época, aceitou a proposta porque precisava de dinheiro para pagar um débito com a universidade e precisava fazer um plano de saúde. 
"Eu estava muito confusa com os rumos da entrevista", afirma ela ao NY Daily News. "Eu estava muito assustada, eu simplesmente me senti muito ameaçada. Eu era muito jovem ", acrescentou.

O advogado (Foto: Reprodução)

Como parte do 'acordo' pelo emprego, que pagaria um salário mais alto que o normal, o advogado ainda disse à jovem que ela teria que participar de sexo a três com ele a sua esposa. 
O abuso continuou depois que ela começou a trabalhar com ele. Segundo o processo, em seu primeiro dia de trabalho, a estudante teve de fazer sexo oral no chefe outra vez, enquanto ele falava ao telefone com um cliente, e manter relação sexual com ele. 
Denisse ainda recebeu ameaças do advogado, que afirmou que ela o pertencia. No mesmo dia, ela decidiu inventar que tinha uma consulta médica, foi embora do escritório e não voltou mais. Por isso, ela chegou a receber uma foto em que Sunny empunhava uma faca.
A moça está processando o advogado e pedindo uma indenização por estresse emocional.

Informações: Rede TV
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário