Páginas

terça-feira, 26 de abril de 2016

Elefante morre após carregar turistas em meio a calor de 40 graus


(Foto: Reprodução/Facebook/Yem Senok)
Uma aliá, fêmea de elefante, teve um ataque cardíaco e morreu após levar dois turistas para passear em um antigo templo do Camboja, no famoso complexo de Angkor Wat.
Segundo informações do Daily Mail, Sambo, como era chamada, havia trabalhado por 40 minutos em um calor que chegou a ultrapassar a marca dos 40 graus Celsius. Veterinários concluíram que as altas temperaturas, a exaustão pelo calor e a falta de ventos ocasionaram na morte do animal.
ONGs locais estão exigindo uma investigação para saber porque a aliá, com idade entre 40 e 45 anos, teve que continuar transportando os turistas em tais condições. Sambo estava a serviço da empresa 'Angkor Elephant Company' desde 2001, segundo Oan Kiri, gerente da companhia.
O internauta Yem Senok postou em sua conta no Facebook fotos do animal morto e suas imagens foram compartilhadas milhares de vezes. Uma petição está pedindo o fim dos passeios de elefante para os famosos templos e já reuniu mais de 10.000 assinaturas.
Jack Highwood, britânico que dirige o “Elephant Valley Project” (Projeto Vale do elefante, em inglês) – que tem o objetivo de proteger os elefantes do Camboja, pediu regulamentações nas condições de trabalho dos animais.



Informações: Rede TV
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques