Páginas

segunda-feira, 25 de abril de 2016

A jovem mãe queria desesperadamente um parto caseiro. O resultado das fotos é incrível; veja


Partos caseiros estão se tornando incrivelmente mais populares e representantes do método dizem ser o melhor para a mãe e para a criança. Alana Ferreira desejava fazer um parto em casa - e na água- para trazer ao mundo seu segundo filho. Também estava presente a fotógrafa Michele Pampanin, que já havia acompanhado muitos nascimentos. Porém, este foi particularmente especial porque Luiza, a primeira filha de Alana, e seu marido estavam lá e desempenharam um papel muito importante.




Luiza já está animada para ter um irmãozinho. Ela até escolheu o macacãozinho para vesti-lo. A mãe dela também estava feliz. E as contrações começam.


Elas estão com intervalos cada vez menores e muito fortes. Contudo, Alana tem bom humor e deixa tudo correr naturalmente. Ela até faz caretas.


Então, quando chega realmente a hora de parir, ela atinge seu limite. Mas a ajuda vem de um lugar inesperado.



A pequena Luiza entra na piscina para ajudar a mamãe.


Ela a abraça para lhe transmitir força. Ela sabe que sua mãe vai conseguir.


Alana reuniu toda a força que ainda tinha, e respirou fundo quando a hora chegou.


O pequeno Benjamin nasceu. As parteiras se alegram junto com a família. Alana mal acredita em sua sorte e Luiza está impressionada pela força de sua mãe, e também com seu irmãozinho.

Facebook/MichelePampanin

A mamãe segura seu pequeno com orgulho. Ela está em êxtase. A dor passou e agora ela está simplesmente feliz.


Toda a família está junta novamente. Luiza mal pode acreditar que este "pacotinho" é o seu irmão.


Depois que Benjamin foi limpo, ele foi colocado em cima da barriga de sua mãe - com o cordão umbilical e a placenta. Em partos naturais, estes órgãos tem um importante significado e são cortados depois, pois ainda contém muitos nutrientes importantes para o bebê.


Agora a irmã mais velha pode segurar o irmão, que está vestindo o macacão que ela escolheu para ele. Ela, com certeza, vai ser uma irmã maravilhosa.


Um parto é sempre fascinante. E mesmo que muitas pessoas pensem que as crianças não devam estar presentes, para as que acreditam em parto natural, é o oposto. Elas vêem esta experiência como a coisa mais natural do mundo e dizem que as crianças não têm medo de vivenciarem isso, e que devem aprender sobre o milagre da vida logo cedo. Luiza, obviamente, não foi afetada negativamente e está muito orgulhosa de sua mãe.


Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques