Páginas

domingo, 13 de março de 2016

O que esses olhos viram pode te chocar. A foto número 14 é impressionante


Hoje, todo mundo pode tirar fotos com um celular e a internet está cheia destas imagens:gatos, cães, selfies e até mesmo comida têm direito a serem registrados e depois publicados nas galeria infinitas do Instagram. Porém, em algumas destas fotos, você percebe de imediato que histórias inimagináveis e, muitas vezes terríveis, estão por trás delas. Como diz o ditado popular: "Uma imagem vale mais do que 1000 palavras".


Nguyen Thi Ly

Esta menina de 9 anos ficou deformada devido aos efeitos do "agente laranja" (mistura de dois pesticidas), um agente químico que os Estados Unidos usaram na guerra do Vietnã. O objetivo do ataque era eliminar as folhas das árvores e a colheita do inimigo. Porém, muitas pessoas foram afetadas por este veneno. Segundo dados oficiais, pelo menos 4,5 milhões de vietnamitas e 2,5 milhões de veteranos americanos tiveram a saúde afetada.


Omayra Sánchez

Omayra (28.08.1972 - 16.11.1985) era uma menina que vivia em Armero, na Colômbia, quando morreu. A garota de 13 anos foi vítima da erupção do vulcão Nevado del Ruiz. Enormes rochas vulcânicas, combinadas com gelo, rolaram montanha abaixo matando quase 25 mil pessoas. Armero e 13 outras aldeias ficaram completamente destruídas. 
Omayra ficou presa entre pedaços de rocha. Ela passou 3 dias semi-imersa na água. Sua provação horrível foi documentada e a menina, inicialmente calma, foi chegando a um estado de pura agonia. Entretanto, sua coragem e dignidade impressionaram os jornalistas e voluntários que acompanharam tudo e fizeram o possível para ajudá-la. Infelizmente, eles não conseguiram liberá-la das rochas e tiveram que assistir enquanto Omayra morria lentamente. Sem poder fazer nada, as pessoas tentaram tornar seus últimos dias um pouco menos desconfortáveis. Após 60 horas, ela faleceu devido ao frio e à seus ferimentos. A garota virou um símbolo daquela tragédia. Embora nenhum resgate oficial tenha chegado até Omayra, vários voluntários tentaram ajudá-la, mesmo sem ter as ferramentas adequadas. 


Diego Frazão Torquato, de 12 anos, toca violino no funeral de seu professor de música que o ajudou a sair da pobreza.



Este homem norte-coreano acena para seu irmão sul-coreano, após um reencontro de famílias negociado entre estes dois países inimigos. Os idosos passaram décadas sem poder se ver.


O olhar gelado do nazista alemão Joseph Goebbels, quando ele descobre que o fotógrafo é judeu.


Yukio Araki

Estes cinco adolescentes japoneses têm entre 17 e 19 anos. O mais novo, Yukio Araki, tem 17 anos e segura um cachorrinho. Ele é o mais jovem piloto kamikaze. Um dia depois que esta foto foi tirada, Yukio morreu em um ataque suicida a navios próximos de Okinawa, no sul do Japão, durante a Segunda Guerra Mundial. Em uma de suas últimas cartas, elepede desculpas a seus pais por não ser um bom filho e pede a seus irmãos mais novos para se empenharem na escola.


As cicatrizes desse menino de Ruanda, após ter sido salvo de um campo de extermínio, são assustadoras.



Refugiados judeus caminhando em direção às tropas aliadas durante a Segunda Guerra Mundial. Neste momento, eles tinham acabado de perceber que haviam sido libertados do trem que os levaria à um campo de concentração nazista. Abril de 1945.


Tirada em Nova Deli, Índia, esta foto mostra a pobreza de muitos dos habitantes desta cidade. 


Homens aprendendo sobre como usar um preservativo em um mercado aberto em Jayapura, Papua Nova Guiné.


Anna Fisher

Em 1984, a astronauta Anna Fisher olha pela janela de um lugar inalcançável para a maior parte das pessoas. Ela foi a "primeira mãe no espaço".


Estádio de Hillsborough

O pânico irrompe durante um jogo de futebol entre os times Liverpool e Nottingham Forest, no dia 15 de abril de 1989, em Sheffield, Inglaterra. 96 pessoas morreram e 766ficaram feridas. Este ainda é considerado um dos incidentes mais terríveis da história do futebol em todo o mundo.


Batalha de Flers-Courcelette

Um soldado traumatizado pela Batalha de Flers-Courcelette, durante a Primeira Guerra Mundial, em setembro de 1916. Este trauma foi descrito como "neurose" e ocorre porqueos soldados são constantemente bombardeados e expostos à morte. Ele aciona umdesamparo interno que leva a pessoa a entrar em pânico e, eventualmente, a perder a capacidade de dormir, andar, falar ou mesmo de pensar com clareza. Numa fase final, osoldado perde todo o auto-controle.


A última coisa que essa garota enxergou era mais brilhante do que mil sóis: ela viu um flash no céu quando a bomba atômica de Hiroshima explodiu. O preço foi alto e ela ficou cega.


O último judeu de Vinnitsia

Esta imagem foi encontrada num álbum de fotografias de um soldado alemão. Ao lado dafoto estava escrito: "O último judeu de Vinnitsia, 1941." Todos os 28.000 judeus deVinnitsia e dos arredores foram massacrados.


Esta foto é conhecida como "O menino com os olhos azuis da safira". Na primeira vez em que ela foi apresentada publicamente, muitos acreditavam que a imagem tinha sido alterada no computador. Porém, mais tarde foi descoberto que o rapaz sofria de Albinismo Ocular Tipo 1, uma doença que afeta apenas os olhos.


Esta foto do soldado Antonio Metruccio (27 anos) foi tirada depois que ele pilotou um avião de guerra por longas 72 horas, sem descanso.



Elizabeth Ann Eckford

Em 1957, esta menina foi um dos primeiros nove estudantes negros autorizados a frequentar a escola Little Rock Central Highschool que, até então, apenas aceitava alunos brancos. Esta foto, mostrando a garota de 15 anos andando em meio a uma multidão hostil e cheia de ódio, colocou esta pequena cidade norte-americana no noticiário mundial. A era do apartheid nos Estados Unidos estava chegando ao fim.


O menino desta foto se chama Ahmed e ele é um pequeno rebelde sírio. Algo em seu olhar vazio narra os horrores que ele já viu, coisas que nenhuma criança de 8 anos deveria presenciar.


Este é um soldado dinamarquês que lutou no Afeganistão. Ele foi ferido e o "5" em sua testa mostra que ele recebeu um curativo às 5 horas.


Ted Bundy

Este jovem de aparência inofensiva é Ted Bundy, um homem amigável, charmoso e culto.Ele entrou para a história como um dos piores assassinos em série de que se tem notícia. Ted confessou ter matado 40 pessoas. Sua técnica: ele atraia mulheres para seu carro e, em seguida, batia nelas com um pé de cabra. Depois, ele estuprava, mutilava e matava suas vítimas. Condenado à morte, ele foi executado em 1989.


Um prisioneiro de guerra soviético olha para Heinrich Himmler, um famoso oficial nazista.


Esta foto foi tirada no centro de tuberculose de Islamabad, no Paquistão, onde os paislevam seus filhos para serem vacinados. A tuberculose mata 400.000 crianças a cada ano.


Este menino é Harold Whittles e esta foto mostra o momento em que seu aparelho auditivo foi ligado pela primeira vez.


Bibi Aisha

Esta menina tem 18 anos. Aos 12, seus pais lhe entregaram ao talibã como pagamento porum membro da família ter matado um dos homens desta milícia. Bibi foi forçada a se casar aos 14 anos e acabou vítima de um marido violento, que a espancava diariamente. Quando ela finalmente conseguiu escapar, foi pega pela polícia e trancada numa prisão. Em seguida, sua própria família a devolveu para seu marido. Como punição por fugir, seu nariz e orelhas foram cortados e ela foi abandonada para morrer. Os militares americanos e uma organização de caridade encontraram a jovem e a levaram para os Estados Unidos, onde seus ferimentos foram tratados. Este era o estado do seu rosto:


Depois da reconstrução do seu nariz, ela conseguiu se recuperar do trauma e diz que o vazio emocional de antes, foi agora foi substituído pela alegria trazida por sua nova vida e seu novo rosto.


Estas imagens são profundamente tocantes. No entanto, elas são importantes pois registram os horrores que a humanidade é capaz de cometer. Para as gerações vindouras, cada foto destas deveria servir de alerta para que tais fatos não se repitam. Compartilhe estas fotos e mantenha estas memórias vivas.

Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário