Páginas

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Médicos esconderam essa menina por 22 anos; saiba porque


Todo mundo recebe uma ajuda diferente pelo menos uma vez na vida, um tipo de mão amiga ou salvadora. Você com certeza não tem muito o que dizer do seu próprio nascimento, de quem estava ou onde estavam. E quando se trata de genética a questão nascimento é ainda pior, pois ela sempre é um pouco arriscada.


A verdade é que acabamos julgando as pessoas e situações com base no que vemos… a história dessa menina é surpreendente e emocionante e agora está inspirando o mundo todo. Essa menina se chama Mui, ela foi abandonada na maternidade por sua mãe biológica. O abandono foi devido a uma condição genética grave e um tanto quanto diferente.


Essa menina chamada Mui, estava destinada a ter uma vida horrível, ao ser abandonada e ninguém se interessar por ela devido sua aparência, o hospital decidiu que a melhor alternativa seria interna-la definitivamente em uma clínica de deficientes mentais.
Mas sua história mudou graças a família Thomas, o casal estava no hospital e se comoveu com a história da menina Mui, e quando eles a viram se apaixonaram. Resolveram adotar a menina, mesmo sabendo que aquela seria uma decisão difícil que mudaria suas vidas.


A menina Mui precisaria de cuidados constantes para sobreviver pois sua doença era uma condição de pele rara e incurável. A doença é tão rara que todos pensam que Mui foi queimada. Quando Mui ainda era uma criança, a família Thomas foi acusada de abuso, de ter queimado Mui, e um deles já levou até cusparada de uma senhora que os acusaram de ter queimado a pequena menina.


A condição rara de pele da Mui é um tipo de ictiose, só que em grau muito avançado desde que nasceu. A doença é basicamente o crescimento excessivo de pele. Seu corpo produz células da pele em um ritmo acelerado. Isso faz com que sua pele fique dura, esticada e quebradiça, e muitas vezes racha causando infecções e bolhas todo o tempo.
As pessoas não costumam sobreviver a esta condição de pele, com 22 anos, Mui sobreviveu mais que a maioria das pessoas que sofrem dessa doença. Ela vive ativa e feliz, inspirando os outros partilhando sua história.
E apesar de tudo essa menina é uma potência, mantém uma vida social, acadêmica e atlética ativa… E você arrumando desculpas para seus pequenos problemas do dia a dia!
Hott Feed
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário