Páginas

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Homem agride guarda municipal em praça de Sertãozinho e populares riem; veja o vídeo


Imagem do Youtube
Um guarda civil foi agredido, em uma praça pública de Sertãozinho (SP), depois de repreender um grupo de crianças e adolescentes que nadavam em um chafariz no último sábado (17).






Um homem que presenciou a cena se incomodou com o tom utilizado pelo guarda e partiu para cima dele, acertando-o com uma série de socos. O guarda registrou um boletim de ocorrência por desacato e agressão corporal conta o autor da agressão. A Polícia Civil investiga o caso.

Veja o vídeo:




A agressão, que ocorreu na tarde de sábado, foi registrada por frequentadores da praça e disponibilizada através das redes sociais. No vídeo, é registrado apenas o momento que o homem parte para cima do guarda. O profissional da segurança passou por exame de corpo de delito, que constatou as lesões. O autor responderá em liberdade e, se condenado, pode pegar até seis anos de prisão.
Na filmagem, o guarda aparece depois de ter repreendido o grupo. Um dos populares avança sobre ele e acerta um soco em seu rosto. Ele cambaleia e saca o cassetete, mas o jovem continua a agredi-lo. Os dois entram em luta corporal e, mesmo após receber uma série de golpes do cassetete, o jovem consegue derrubar o guarda.
Com o policial caído, o jovem acerta uma série de socos no rosto do guarda. Pessoas na praça pedem para que a agressão termine e, depois que o jovem deixa o local, o guarda tenta se levantar, mas cai.
Logo depois da agressão, o guarda se dirigiu ao Plantão de Polícia da cidade, onde registrou a ocorrência. O autor da agressão foi ouvido na tarde de hoje e o guarda será ouvido amanhã.  A Polícia Civil não comentou o teor do depoimento.

Outro lado

A reportagem do UOL conseguiu falar com um dos integrantes do grupo que nadava na fonte da praça. Sob condição de não ser identificado, o rapaz afirmou que a briga ocorreu depois que o guarda proferiu ofensas verbais contra as pessoas que nadavam. O autor da agressão, ainda segundo relato dessa testemunha, teria ficado incomodado com a forma com a qual o guarda falou com o grupo. 
"O guarda queria tirar a gente dali, mas chegou desrespeitando todo mundo. Ele xingou o pessoal, chamou de vagabundo e bandido, e foi ai que a coisa ficou feia", disse.
O autor dos socos, que já foi identificado pela polícia, não foi encontrado para comentar o caso. Já a Guarda Civil de Sertãozinho afirmou que levou o caso à polícia e que, até o momento, não há nenhum indício de que a conduta do guarda tenha sido incorreta. Já a prefeitura informou que "está prestando o devido apoio ao guarda civil agredido, e repudia atos violentos contra qualquer servidor público ou cidadão".
Fonte: Uol

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques