Páginas

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Após surtar e morder passageiro, brasileiro morre durante voo entre Portugal e Irlanda


Imagem da internet 

Um brasileiro de 24 anos morreu em circunstâncias ainda não esclarecidas em um voo entre Lisboa (Portugal) e Dublin (Irlanda) na noite deste domingo (18). Segundo a polícia irlandesa, ele teria sofrido um ataque e chegou a morder um passageiro. A causa da morte, no entanto, ainda não foi oficializada pelas autoridades, que aguardam o resultado dos laudos médicos.

O incidente ocorreu em um voo da companhia Aer Lingus. Testemunhas afirmaram que o brasileiro começou a agir agressivamente de forma inesperada -- especula-se se o surto seria, na verdade, uma convulsão. Durante esta indisposição, ele chegou a morder um outro passageiro.
De acordo com informações, logo em seguida ele perdeu a consciência.
O comandante declarou emergência médica e redirecionou a aeronave para o aeroporto de Cork, também na Irlanda, mas o óbito foi registrado ainda na aeronave em solo, por volta das 17h40 de domingo (18), no horário local.
Inicialmente, jornais afirmaram que o jovem era português, mas a polícia irlandesa disse se tratar de um brasileiro. A identidade do passageiro não foi revelada.
Uma mulher que teria origem portuguesa, segundo o jornal inglês The Guardian, foi presa, no mesmo voo, por suspeita de porte de drogas -- após o pouso em Cork, todos os outros 168 passageiros e seis tripulantes foram interrogados pela polícia local, e suas bagagens, revistadas.
O jornal O Público afirma, porém, citando comunicado da polícia irlandesa, que a mulher detida não seria portuguesa, mas angolana.
Não estava imediatamente claro se a mulher tinha relação com o passageiro que morreu. O conteúdo da bagagem suspeita foi levado para análise.
O passageiro ferido pela mordida recebeu tratamento médico num hospital local. Os outros foram levados de ônibus à capital irlandesa três horas após o pouso em Cork.
O corpo do passageiro que morreu foi encaminhado a um hospital para autópsia.

Fonte: Gazeta do Povo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques