Páginas

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

13 lugares assustadores ou mal-assombrados espalhados pelo mundo


Para aqueles que têm pavor de assombrações,fantasmas, poltergeists, filmes de terror, brincadeira do copo ou apertam o passo e atravessam a rua rapidamente ao passar por perto de um lugar macabro, com certeza esse não é um tipo de assunto levado na brincadeira. Aliás, muita gente tem medo do Jason, do Freddy Krueger e até mesmo de palhaços — culpem Hollywood!
Entre as coisas que mais fazem com que uma pessoa sinta aquele gelo na espinha ou fique sem dormir à noite, os lugares considerados mal-assombrados (cheios de energias negativas) se encontram no topo da lista, deixando muitos corajosos de plantão com as calças borradas de tanto desespero ou aversão a eles.
Com isso, resolvemos dar uma de detetive e foi atrás de alguns lugares bem sinistros, que são considerados como os locais mais mal-assombrados e bizarros do Planeta Azul. A seleção pode parecer sinistra, mas você não precisa acender a luz do abajur quando for dormir, não. Confira:

1. Dadipark, na Bélgica


O lugar não tinha esse visual de filme de terror na década de 50, quando foi um famoso parque de diversões que funcionava próximo de uma igreja. Depois do culto e orações, os fiéis levavam a criançada para brincar um pouco nas atrações do parque, mas ele foi fechado e abandonado devido à queda de interesse.
O Dadipark está para ser demolido desde 2012, mas nada até agora. Com esse visual, o local serve como uma ótima opção para a gravação daquelas pegadinhas assustadoras, que se tornaram moda na web.

2. Orpheum Auditorium, nos Estados Unidos


Localizada em New Bedford, Massachusetts, essa casa de ópera parece ter o visual deslumbrante e um desenho bem angelical no teto, certo? Mas isso é só imagem: na verdade, o local é um lar repleto de vozes do além, gritos e barulhos de arrepiar. Tudo isso já foi ouvido e presenciado por alguns moradores da cidade, que ainda vão lá porque existe um supermercado em parte do antigo terreno.
Esse mistério tem um detalhe muito importante: o auditório foi inaugurado no mesmo dia em que o Titanic naufragou, em 15 de abril de 1912.

3. Ilha das Bonecas, no México


Nem o país da tequila escapa de uma história bizarra, escondendo uma ilha horripilante, localizada ao sul da ilustre Cidade do México. Em meados de 1951, uma menina brincava no local e morreu afogada, tentando capturar sua boneca que havia caído no lago. Triste, não?
Alguns moradores juravam que ouviam o choro da pobre garotinha durante o dia todo, e isso fez com que um vizinho, Don Julian Santa Ana Barrera, tivesse uma ideia bem estranha: o cara começou a recolher bonecas — doadas por habitantes da cidade — e passou a pendurá-las nas árvores perto do lago em que a tragédia aconteceu.
Pois é, mas o intrigante é que Julian morreu afogado no mesmo lugar que a menina, isso em 2001. Apenas coincidência?

4. Ossuário de Sedlec, na República Tcheca


Igreja é para ser um local de paz e serenidade, mas não é isso o que ocorre com esse lugar, digamos, no mínimo muito macabro! Quem é que decide fazer uma igreja com ossos humanos? Localizada na periferia de Kutna Hora, essa capela é cheia de restos mortais de mais de 70 mil pessoas.
Para você ter ideia, em 1278, um abade — chamado Henry — fez uma peregrinação ao lugar onde Jesus teria sido sepultado e trouxe com ele uma pequena quantidade de terra do local. Não contente, ele espalhou essa terra sobre o cemitério de Sedlec, tornando-o uma terra santa. É óbvio que, depois de alguns meses, o lugar era o mais popular da cidade para enterrar os falecidos — virou moda.
Quando o cemitério completou sua lotação (isso em 1511), todos os corpos — anteriormente sepultados — foram desenterrados para dar espaço aos mortos mais recentes. Mais tarde, em 1870, um carpinteiro local, Frantiaek Rint, foi contratado para organizar a enorme pilha de ossos escavados como decoração da igreja. Rint provou ser um verdadeiro artista, criando a arte com osso mais incrível (ou assustadora?) que o mundo já viu.

5. Beelitz-Heilstätten, na Alemanha


Conhecido como o “hospital militar de Hitler” por já ter tratado uma lesão na coxa do ditador mais famoso do mundo — durante a Grande Guerra —, esse complexo possui 60 edifícios e foi construído no final do século 19, com o intuito de reabilitar o crescente número de pacientes com tuberculose em Berlim na época.
Depois da queda da Alemanha Oriental, o hospital foi completamente abandonado e hoje você só enxerga camas enferrujadas, edifícios cobertos de vinha e corredores vazios com as paredes pichadas. A foto parece com um cenário do filme “Jogos Mortais”, não?

6. Abadia de Thelema, na Sicília


Esse local era uma comuna de um dos ocultistas mais famosos e sinistros da História, Aleister Crowley, mas foi proibida por Mussolini após uma morte acidental no local, em 1923. Atualmente, o lugar dá indícios que foi abandonado, se parecendo com uma ruína, cheia de mato e com muitos objetos bizarros de “mão esquerda” em volta.
Mesmo assim, a comuna ainda é preservada, e não é por causa da proibição de Mussolini, mas sim pela fama em ser um lugar totalmente mal-assombrado, sendo a morada de alguns demônios (soldados do capiroto) na Terra — nenhuma alma viva se arrisca a entrar no local. “Faze o que tu queres, será o todo da Lei”.

7. Ilha da Queimada Grande, no Brasil


Situada a 35 km de Itanhaém, no litoral sul de São Paulo, o lugar é visto como o verdadeiro inferno na Terra — para entrar lá precisa até de uma autorização da Marinha. O motivo é simples: a ilha tem a incrível média de nove cobras por metro quadrado, ou seja, são mais de quatro mil no total, prontas para dar o bote a qualquer momento!
Todas essas criaturas são do tipo Jararaca-Ilhoa (Bothrops Insularis), com um veneno megapotente capaz de matar uma pessoa em poucos segundos. Acho melhor você não inventar de fazer uma visitinha por lá, pois é certeza de que não vai voltar.

8. Centralia, nos Estados Unidos


Para começar a brincadeira, o distrito ganhou o apelido oficial de “a verdadeira Silent Hill”, e não é à toa: em 1962, uma queimada monstruosa em um depósito de lixo acabou condenando a cidade toda. O fogo atingiu uma mina de carvão, que estava em todo o subsolo de Centralia, levando gases tóxicos e chamas para todos os lados da superfície, fazendo com que algumas crateras fossem abertas no chão e a cidade evacuada — todo mundo saiu desesperado de lá.
Casas foram demolidas e boa parte do acesso ao local está interditado. Todos os imóveis são inacessíveis — não existe CEP —, e as ruas estão cheias de placas com o aviso: “Perigo Mortal”. Para você ter ideia, o lugar já teve 2 mil habitantes, mas agora não passa de uma cidade fantasma com apenas nove habitantes — só nove!
Detalhe: o roteirista de Hollywood, Roger Avary, realmente se baseou nesse cenário para adaptar a versão do famoso game de suspense para as telonas do cinema.

9. Mercado da bruxa, no México


Mais um lugar horripilante no país do sombreiro, o mercado de Sonora foi inaugurado em 1950, mas hoje ele é a feira esotérica mais assustadora do planeta. Ao fazer uma visita nas fileiras e mais fileiras de barracas, você vai encontrar tudo o que precisa para amaldiçoar ou livrar alguém de um perigo iminente.
Lá tem de tudo, desde coisas simples (incensos, vela de sete dias, imagens de demônios etc.) até itens bem sinistros, como sal preto, água de Santo Inácio, manuais para feitiços, ervas, carcaça de cobra, morcegos, pernas de aranha, bonecos de vodu (para você zicar alguém), crânios de macaco e até animais vivos (rãs, lagartos e esquilos), já “temperados” para uma poção feita em um caldeirão. No mínimo, bizarro demais!

10. Edifício Joelma, no Brasil


Localizado em São Paulo e atualmente chamado de edifício Praça da Bandeira, esse prédio pegou fogo em fevereiro de 1974, fazendo com que muitas pessoas se jogassem dos andares como forma de tentar escapar da morte. Ao todo, foram 188 mortes, e desde então uma lenda começou entre os moradores da região.
Os rumores dizem que o terreno onde o prédio foi construído era amaldiçoado — uns juram que ali era um pelourinho — e que fantasmas rondavam o local frequentemente. A lenda vai além: durante o incêndio, 13 pessoas tentaram escapar por um elevador, mas não deu certo. Os corpos (não identificados) foram enterrados lado a lado no cemitério São Pedro, na capital paulista.
Esse fato foi a maior inspiração para o chamado “mistério das 13 almas”, que atribui diversos milagres a elas.

11. Catacumbas de Paris, na França


Conhecido como o “Império da Morte”, esse lugar faz muita fama no turismo francês, abrigando ossadas de mais de sete milhões de pessoas que formam túneis quase que infinitos, cortando praticamente todo o subsolo da capital francesa.
Contudo, somente um pequeno trecho é aberto ao público geral. Logo na entrada, você se depara com uma placa, onde está escrito “Pare! Este é o Império da Morte”. Fica a dúvida: por que podemos visitar apenas um pedaço do local?

12. Manchac Pântano, nos Estados Unidos


Localizado na cidade de Louisiana, a região é um verdadeiro cenário de histórias de terror. Inclusive, reza a lenda que uma bruxa vodu lançou suas mandingas no lugar. Aparentemente, o Manchac não tem nada de macabro, sendo apenas uma região com muitos crocodilos — muitos mesmo!
Porém, o pântano ganhou a fama de ser mal-assombrado devido a um costume antigo: séculos atrás, o lugar era o ponto predileto para práticas vodu. Hoje em dia, a coisa virou negócio: existem excursões à meia-noite (com tochas), e até algumas cenas do filme “A Colheita do Mal” foram gravadas lá.

13. As crateras da Sibéria, na Rússia


Há poucos dias noticiamos o surgimento de um buraco misterioso na Sibéria, e depois de mais duas novas crateras que foram avistadas. Pois é, eles já estão entre os lugares mais sinistros do Planeta Azul, e não é por menos: ninguém ainda sabe realmente o porquê que elas surgiram “do nada” — é o mais recente mistério do planeta.
Até agora, as teorias vão desde algumas explicações científicas (que os buracos são consequências do aquecimento global em conjunto com uma mistura de água, sal e gás, que gerou a liberação de gases sob a superfície, explodindo como uma rolha de champanhe), passam pela tese de impacto com algum meteoro ou algo do tipo e chegam até mesmo ao envolvimento com extraterrestres, sim, os aliens — “E.T, telefone, minha casa”.
Fonte: Mega Curioso



















Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário